06 de maio

GDF - Administrações Regionais

Destaques

 

Um novo ponto de vacinação contra a covid-19 entrará em operação na próxima segunda-feira (3/5). Por meio de uma parceria entre o Governo do Distrito Federal e as Forças Armadas, grupos prioritários terão acesso a um horário inédito para imunização: das 18h às 23h. O ponto será a Praça dos Cristais, em frente ao Quartel General do Exército, no Setor Militar Urbano (SMU).

“Nesse momento tão sensível que estamos vivendo, é muito importante contar com os parceiros nas atividades relacionadas ao combate à covid-19”, destaca o subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero Martins, que agradeceu o apoio das Forças Armadas no processo de imunização da população do DF.

“Esse ponto de vacinação, coordenado pelo Exército, é um grande ganho para a população do DF, pois será estratégico, e tenho certeza que terá uma boa aceitação, pelo horário de funcionamento diferenciado”, conclui o subsecretário.

O atendimento ocorrerá na modalidade drive-thru, sendo as doses aplicadas por militares do Comando Conjunto Planalto que atuam na área da saúde. Nessa unidade, serão administradas tanto a primeira quanto a segunda dose da vacina. Os militares foram capacitados por equipes da Secretaria de Saúde (SES) com treinamento específico.

 

A vacinação contra a covid-19 continua no final de semana e a Secretaria de Saúde, em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc) e com o laboratório Sabin, irão abrir 19 pontos no sábado (1º) e seis no domingo (2) para atender a população que faz parte do grupo prioritário. Serão aplicadas primeiras e segundas doses durante o funcionamento dos postos de vacinação.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, destaca a parceria que a Secretaria vem mantendo com o Sabin e o Sesc para manter o serviço funcionando de forma ininterrupta. “É essencial dar continuidade a esse serviço alcançando cada vez mais pessoas. Vacinando no final de semana atingimos pessoas que, por algum motivo, não conseguem ir a um dos pontos de vacinação durante a semana”, afirma.

 

Confira os locais:

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) já tem um plano definido de vacinação contra a covid-19 para pessoas com comorbidades ou doenças pré-existentes. A partir desta sexta-feira (30), às 9h, esse público poderá fazer um cadastro on-line e, em seguida, a Secretaria de Saúde disponibilizará o agendamento. A imunização deste grupo prioritário está prevista para iniciar na terça-feira (4).

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (29), em coletiva de imprensa com os secretários Osnei Okumoto (Saúde) e Gustavo Rocha (Casa Civil); além da subsecretária de Planejamento em Saúde, Christiane Braga.

 

O plano de vacinação de comorbidades, apresentado na coletiva, se divide em duas fases (veja abaixo) e está condicionado à chegada de doses da vacina à capital. “Estamos aguardando a chegada de 5 mil doses da Pfizer/BioNTech na segunda-feira (3) e a ideia é que elas sejam aplicadas nesse novo grupo”, informou o secretário Gustavo Rocha.

O primeiro passo é o preenchimento do cadastro on-line. Em seguida, a Secretaria de Saúde fará um cruzamento dos dados da pessoa e do CID da doença relatado com as informações de um banco de dados da pasta. Dessa forma, poderá dar sequência ao agendamento da vacinação.

“Se o paciente teve passagem por unidades públicas, o nome dele já estará na nossa rede. Caso ocorra inconsistência nos dados, a Secretaria de Saúde entrará em contato”, explicou a subsecretária Christiane Braga. “Quem tem comorbidade e foi consultado em clínicas particulares, o cadastro é indispensável para que tenhamos acesso aos dados para análise. Depois, o nome será incluído nessa lista”, complementou.

População com comorbidades

O total estimado de comórbidos no DF da faixa etária entre 18 e 59 anos é de cerca de 364 mil pessoas e são esses que o GDF indica para o cadastramento. No caso do público de 60 e 61 anos, a Secretaria de Saúde segue um outro cronograma de imunização, que inicia nesta sexta-feira (30).

De acordo com a secretaria, indivíduos com deficiência permanente, gestantes e puérperas com comorbidade, pessoas com Síndrome de Down e pacientes em terapia renal substitutiva serão os primeiros imunizados, entre os dias 4 e 6 de maio. Grávidas sem qualquer doença pré-existente também serão contempladas na etapa 2 (confira a programação abaixo).

“Foi feito todo um trabalho de planejamento para esses pacientes com comorbidade, aprovado em seguida pela nossa equipe técnica. Muitos já são atendidos pelo SUS aqui no DF e outros utilizam convênios particulares. Vamos imunizar todos, seguindo o cronograma”, observou Osnei Okumoto.

 

Ana Luiza Vinhote, da Agência Brasília I Edição: Carolina Jardon

 

Maior mobilidade e segurança é o que a duplicação da DF-140 vai proporcionar para os mais de 20 mil motoristas que utilizam a via diariamente. Localizada nas proximidades de São Sebastião e do Jardim Botânico, a estrada dá acesso à DF-001 e segue até a divisa com Goiás. Os 14,8 km de pista dupla custaram R$ 20,4 milhões aos cofres públicos – investimento que gera ainda 180 oportunidades de emprego.

“Além de beneficiar as pessoas que moram na região, a duplicação da DF-140 tem caráter de desenvolvimento. Aqui é uma área de expansão imobiliária com qualidade onde as pessoas conseguem construir unidades unifamiliares, suas residências. Estamos fazendo um grande processo de regularização desses condomínios e áreas. Todos que residem aqui serão beneficiados”, ressaltou o governador.

O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF), Fauzi Nacfur, lembra que as regiões próximas à DF-140 estão crescendo, enquanto os usuários utilizando cada vez mais a via. “Daremos conforto e segurança viária para milhares de usuários. Por ser uma saída para Goiás, é uma rodovia muito importante dentro do DF e longe do centro urbano”, destacou.

Participaram do evento os secretários José Humberto Pires (Governo), Luciano Carvalho (Obras), Júlio Danilo Ferreira (Segurança Pública) e Severino Cajazeiras (Atendimento à Comunidade). Também estiveram presentes à solenidade os administradores regionais Alan Valim (São Sebastião) e Antônio de Pádua (Jardim Botânico), além dos deputados distritais Jorge Vianna e Jaqueline Silva e o presidente do Grupo de Líderes Empresariais (Lide-DF), Paulo Octávio.

A obra

A pista de quase 15 km passa por condomínios do Jardim Botânico e é rota de acesso a São Sebastião, além de ser uma das portas de entrada de quem vem de municípios goianos, como Cidade Ocidental e Luziânia. Os serviços a serem executados incluem terraplenagem, pavimentação, restauração de pavimentos, drenagem, sinalização horizontal e vertical, obras complementares, paisagismo e canteiro de obras, sob os cuidados do DER.

A presidente da Associação dos Empreendedores do Tororó (Aetor), Maria José de Andrade, pontuou que, além dos moradores, muitas pessoas do entorno utilizam a DF-140. “Há acidentes gravíssimos, e os empreendimentos crescem cada vez mais. Essa obra é a realização de um sonho e uma necessidade. Somos muito gratos por essa ação do governo, de ver que ele está olhando por nós e pela nossa cidade”, comemorou.

 

 

 

A sétima reunião da série Encontros para Pensar o Território será nesta quarta-feira (28), às 18h30, em uma sessão pública virtual organizada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh).

Desta vez, o tema discutido será: “Como ocorre a participação social e a governança no DF hoje?”. O assunto foi escolhido por votação popular e faz parte do eixo temático “Participação Social e Governança”.

Esse é um dos oito eixos abordados pela revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot), que é um instrumento essencial para a política territorial do Distrito Federal.

O objetivo dos encontros é incentivar a participação popular na revisão do Pdot. Por isso, o evento será aberto a toda a população do Distrito Federal, sem necessidade de inscrição prévia.

7° “Encontros para Pensar o Território”

Data: 28/4/2021 (quarta-feira)

Horário: 18h30

Tema: Como ocorre a participação social e a governança no DF hoje?

Reunião virtual: No portal do Pdot, disponível no dia do evento

 

 

Esta é a última semana para os clientes com faturas de energia atrasadas há mais de 180 dias aproveitarem condições diferenciadas de negociação, que podem chegar a zerar multa, juros e correção monetária. Aqueles clientes com contas em atraso que não buscarem a empresa estarão suscetíveis à interrupção no fornecimento de energia por inadimplência.

Para maior comodidade, todo o processo está disponível nos canais virtuais da Neoenergia Distribuição Brasília, mas os clientes que precisarem de atendimento presencial podem comparecer à Administração Regional de Taguatinga, de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, ou ainda agendar o atendimento em uma das unidades do Na Hora.

Para participar da campanha Saldão 30%, o cliente pode acessar a agenciavirtual.ceb.com.br (boleto para pagamento à vista), o aplicativo para smartphones da companhia (pagamento parcelado via cartão de crédito), ou ainda ligar na Central de Teleatendimento 116. A intenção da companhia é contribuir com consumidores que tiveram dificuldades financeiras durante a pandemia.

*Com informações da Neoenergia Distribuição Brasília

 

 

O inverno começa oficialmente no dia 21 de junho, mas o Distrito Federal já enfrenta baixas temperaturas. Pensando nisso, a Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância, em parceria com a Secretaria de Governo, Vice-Governadoria, Corpo de Bombeiros Militar e Defesa Civil do Distrito Federal, lançou,  nesta segunda-feira (26), a Campanha do Agasalho Solidário 2021.

O objetivo é arrecadar itens de combate ao frio, como cobertores, casacos, meias, luvas e gorros para pessoas em situação de vulnerabilidade social. As doações poderão ser entregues no Palácio do Buriti e no prédio anexo, bem como em todos os Batalhões do Corpo de Bombeiros. A campanha receberá doações até o dia 30 de junho.

De acordo com os protocolos sanitários para evitar a propagação da covid-19, a recomendação é que os donativos sejam lavados e entregues em sacos plásticos para facilitar a identificação e a triagem. Todos as peças serão imediatamente entregues às famílias em situação de vulnerabilidade do Distrito Federal.

Segundo Mayara Noronha Rocha, primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social do DF, estão sendo intensificados os atos de amor ao próximo por meio de campanhas de solidariedade. Com a pandemia, muitas famílias se encontram em situação de vulnerabilidade social, e a campanha vem aquecer aqueles que sentem frio. “Esse é um momento de pensarmos de forma coletiva e, assim, nos mobilizarmos para ajudarmos aqueles que mais precisam”, concluiu Mayara.

Para Anucha Soares, a parceria com o Corpo de Bombeiros Militar e com a Defesa Civil beneficiará o cidadão que quiser realizar a doação próximo de sua residência, já que há batalhões por todo o DF. E com a experiência da Defesa Civil  os donativos serão entregues para aqueles que mais precisam. “Estamos trabalhando de forma integrada para garantir celeridade e resultados à população. Quem tem fome e frio tem pressa”, concluiu Anucha Soares.

 

A Administração Regional do Jardim Botânico é um ponto de coleta das doações.

 

 

 

*Com informações do SLU

 

Olá, vocês já conferiram essa novidade que está abalando as estruturas da Limpeza Urbana no DF. É o novo aplicativo do SLU, nele você vai conseguir ter acesso rápido às informações sobre a coleta de resíduos. O SLU Coleta DF, desenvolvido pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU), pode ser baixado tanto no sistema iOS quanto no Android, procure na sua plataforma de uso.

 

Plataforma Android – https://play.google.com/store/apps/details…

 

Plataforma Apple – https://apps.apple.com/br/app/slu-coleta-df/id1434466083

 

Mais informações: http://www.slu.df.gov.br/aplicativo-da-acesso-a…/

 

Ah, e não se esqueça de seguir as nossas redes sociais:

 

SLU – DF

 

www.instagram.com/slu.df

 

www.youtube.com/SLUDFBSB

 

SLU – DF

 

OBRIGADO POR FAZER SUA PARTE!

 

O que é poluição sonora? 

É toda emissão de som que, direta ou indiretamente, seja ofensiva ou nociva à saúde, a segurança e ao bem-estar da coletividade. (LDF 40/92/2008).

 

 

Os casos de covid-19 no Distrito Federal registraram queda de 19% em uma semana. Os casos de mortes caíram 5,45% no mesmo período. Os números foram anunciados nesta quinta-feira (22) pelo secretário de Saúde, Osnei Okumoto, e pelo chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha. Apesar das quedas, o GDF não pretende flexibilizar o funcionamento de atividades comerciais como bares e restaurantes.

Os casos diários também reduziram de 954 para 884. O índice de transmissão, depois de apresentar um aumento na semana passada, está em 0,86. “Esses dados são apresentados ao governador todos os dias pela manhã e ele toma as decisões baseado neles. Ainda não é hora de afrouxar mais as restrições”, afirmou o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha.

Atualmente, o DF tem 369.808 casos confirmados de covid-19, sendo 352.152 recuperados e 10.269 ativos. “O número de casos ativos vem diminuindo sensivelmente. Chegamos a ter 16 mil casos ativos na fase mais aguda da pandemia”, ressaltou Rocha.

Hospitais de campanha

As obras dos hospitais de campanha do Gama, de Ceilândia e do Autódromo de Brasília, construídos para reforçar o combate à covid-19 no Distrito Federal, estão concluídas. Quando esses hospitais começarem a funcionar, a fila de espera por uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) será reduzidas. Hoje, 118 pacientes aguardam uma UTI no DF.

Segundo Osnei Okumoto, os técnicos da Secretaria de Saúde estão realizando vistorias nos hospitais de campanha para garantir que a estrutura física deles esteja adequada e pronta para receber os equipamentos a serem montados pela empresa encarregada da gestão das unidades.

“Os três hospitais foram entregues para a Secretaria de Saúde para que a equipe técnica, tanto da assistência quanto da infraestrutura, pudesse avaliar as condições em que eles foram montados para que possam receber os equipamentos necessários, assim como o RH para o início do seu funcionamento”, disse.

O Hospital de Campanha do Gama, ressaltou o secretário, já tem as condições iniciais para receber os equipamentos. Além dos insumos e aparelhos, a empresa que fará a gestão será responsável pelos funcionários que atuarão nos hospitais, inclusive os administrativos e os de serviços, como alimentação, segurança e limpeza. A oferta de oxigênio também será disponibilizada pela empresa contratada. Os leitos terão a seguinte equipe médica multidisciplinar: um médico, com jornada de quatro horas e com habilitação comprovada por título em terapia intensiva; médicos plantonistas; enfermeiro disponível a cada quatro horas com habilitação em terapia intensiva; enfermeiros plantonistas; fisioterapeutas; fonoaudiólogos e técnicos em enfermagem.

Os três hospitais terão, cada um, 100 leitos de Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs), todos equipados com suporte ventilatório pulmonar e de hemodiálise. Segundo os secretários, os leitos só não são classificados como UTI porque estão em um hospital de campanha, onde não há centro cirúrgico. “Os leitos são equipados como uma UTI, mas não têm essa terminologia por uma determinação do Ministério da Saúde pela ausência do centro cirúrgico”, explicou Gustavo Rocha. “Quando esses hospitais estiverem em pleno funcionamento, vamos conseguir zerar a lista de espera e diminuir sensivelmente a ocupação dos leitos de UTI”, ressaltou.

ANA LUIZA VINHOTE, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Mais de mil trabalhadores e 500 equipamentos estão todos os dias nas ruas do Distrito Federal para executar todo tipo de serviço. Este é o resultado das recentes mudanças feitas no programa GDF Presente, coordenador pela Secretaria de Governo do Distrito Federal (Segov). À frente da pasta, José Humberto Pires afirma à Agência Brasília que agora são 11 polos de atuação que cobrem todas as regiões do DF com agilidade para prestar os serviços.

“O que queremos é uma capital renovada em que todos se sintam bem em viver nela. O espírito é geral. O governo todo trabalha com essa visão: entregar uma cidade muito melhor do que aquela que foi encontrada quando o governador Ibaneis Rocha tomou posse”, destaca o secretario.

Pires também mostra o que o governo tem feito para combater a pandemia do novo coronavírus ao mesmo tempo em que mantém a economia funcionando. “Fazemos a nossa parte na medida liberando as obras e gerando empregos. Hoje, temos em torno de 1.400 obras sendo executadas, de pequeno, médio e grande porte – essas últimas são cerca de 200. São 30 mil pessoas trabalhando direta e indiretamente no DF. O investimento é de R$ 2,6 bilhões”, informa.

O secretário adianta ainda que o governo lança em breve um programa específico de revitalização de vias, a ser realizado pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e Novacap. “O governador já liberou um lote de R$ 26 milhões para o DER e outro de R$ 100 milhões para a Novacap. Vamos recuperar mil quilômetros de vias dentro do DF nesses próximos anos desta gestão”, destaca.

Em fevereiro deste ano, o governo anunciou a criação de três novos polos de atuação do GDF Presente. Qual o motivo da mudança?

Quando fizemos o planejamento para implantar o programa, identificamos que sete polos urbanos e um rural eram suficientes. Após um ano de funcionamento, verificamos que a medida foi assertiva com resultados bons. Para melhorar ainda mais, principalmente nas cidades mais populosas, optamos por aumentar para dez polos urbanos. Foi um trabalho baseado nas demandas da população.

Algum polo foi desativado?

Não. Não prejudicamos os polos que já existiam para criar esses. Ampliamos a estrutura tanto de maquinário quanto de material. Essa foi uma decisão tomada em conjunto com a Novacap [Companhia Urbanizadora da Nova Capital], as administrações regionais e os outros órgãos que participam do polo. Já são três meses com essa nova estrutura e estamos fazendo avaliação de desempenho mensal das atividades, assim como pesquisas para verificar como estão sendo as respostas de demandas via ouvidoria.

A pandemia influenciou de alguma forma na atuação do programa?

Com o esforço dos coordenadores de polo, das equipes que estão na rua e de todos os órgãos que participam do programa, o resultado tem sido muito bom, apesar da pandemia do coronavírus. O DF está limpo e organizado. Um detalhe importante e que mostra o acerto das medidas é a redução dos casos de dengue em mais de 80% porque o governo recolheu toneladas de lixo e entulho, reduzindo drasticamente os focos do mosquito.

Atualmente, o GDF Presente conta com quantos trabalhadores e quantas máquinas?

O número é muito grande. Temos mais de 500 equipamentos e mais de mil pessoas trabalhando nas ruas. São órgãos que participam e ajudam na solução dos problemas, como Novacap, SLU [Serviço de Limpeza Urbano], Caesb [Companhia de Saneamento Ambiental], CEB [Companhia Energética de Brasília], Detran [Departamento de Trânsito], DER [Departamento de Estradas de Rodagem], Funap [Fundação de Ampara ao Trabalhador Preso] com o programa Mãos Dadas, que é fundamental para gente. Toda essa estrutura está a serviço do GDF Presente.

Qual a importância desse programa?

GDF Presente não é um programa da Secretaria de Governo, mas sim do Governo do Distrito Federal. Foi pensado pelo governador Ibaneis Rocha na transição. Ele começou a campanha dele pela periferia e por lá viu que o governo funcionava razoavelmente no Plano Piloto e as pontas das cidades estavam muito enfraquecidas em termos de serviço para a população. A grande sacada dele foi fortalecer as administrações regionais e todas as cidades para terem condições de prestar um serviço à altura para o cidadão. O programa veio como instrumento de fortalecimento das cidades, da administração regional, que recebe a demanda do cidadão e representa o governo naquele local. A parceria com os gestores das secretarias e de todos os outros órgãos do GDF é muito importante. São eles que de fato realizam as obras.

Quando o programa Renova-DF, da Secretaria de Trabalho, vai conseguir colocar os mil aprendizes para ajudar no GDF Presente?

Tenho conversado muito com o secretário de Trabalho, Thales Mendes. Temos uma previsão para o final deste mês. Não colocamos antes porque estamos vivendo uma pandemia. Essas pessoas vão para a rua e farão o complemento dos trabalhos nas cidades. A ideia é criar condições para uma intervenção mais duradoura naquela região. Normalmente, o GDF Presente passa de uma a duas semanas em uma cidade. Não é possível reformar uma quadra, um parquinho em toda a extensão que é necessária.

O que é o programa?

Renova-DF nasce com essa capacidade de levar o pedreiro, servente, eletricista, serralheiro para fazer esse conjunto de recuperação dos equipamentos públicos da maneira que é necessária. O governador pediu para que esse programa fosse desenhado como uma forma de trazer uma atividade e qualificação para essas pessoas enquanto estão prestando serviço para o GDF.

GDF Presente tem tido uma atuação grande na área rural, principalmente com a manutenção das estradas de terra. Qual a importância dessa ação para a produção agrícola?

Quando falamos em área rural, temos que pensar em vários envolvidos. O cidadão que está na área rural está produzindo, sendo empregado ou dono e tem família, filhos na escola, precisa se abastecer no mercado, ir ao posto de saúde. Essas vias, que chamamos de vicinais e estão espalhadas em todo DF, sofrem demais com a chuva. Anualmente, gera uma demanda muito grande de melhoria. É um trabalho fundamental para dar condições de vida para aquelas pessoas que moram nessa região.

Esse trabalho já é sentido pela população?

Ele ajuda no escoamento da produção – fazendo com que o produto chegue melhor e mais rápido – na mobilidade das crianças que precisam ir para a escola e em casos de emergência, como algum problema de saúde. O polo rural está sendo reforçado com equipamentos da Codevasf [Companhia dos Vales do São Francisco e do Parnaíba]. O governador assinou termo de cooperação que destina R$ 6 milhões em equipamentos para a área da agricultura. Quem opera esses equipamentos é o DER e fazemos essa parceria interna com o GDF Presente.

GDF Presente é um programa que veio para ficar? Ou o governo já vislumbra um novo projeto pela frente?

Junto com o GDF Presente há o Cidade Sempre Viva – coordenado pela Novacap por meio do diretor-presidente Fernando Leite – , que tem feito isso com muita eficiência. O GDF Presente sozinho não é suficiente. Ele também precisa de outro programa de revitalização de vias, do asfalto, que deve ser feito pelo DER e Novacap. O governador já liberou um lote de R$ 26 milhões para o DER e outro de R$ 100 milhões para a Novacap. Vamos recuperar mil quilômetros de vias dentro do DF nesses próximos anos desta gestão. Dessa forma, teremos condições de reduzir a atenção que o GDF Presente dá ao tapa-buraco e focar em outra área, como por exemplo, o saneamento e escoamento de águas pluviais.

É um programa de renovação para a cidade?

Também, sem dúvida. O programa é permanente e pode ser visto como um dos conjuntos e força de trabalho para renovar Brasília. O que nós queremos é uma cidade renovada e a cidade renovada que queremos é uma Brasília que todos se sintam bem em conviver com ela. No Plano Piloto, renovamos o Eixão, o Setor Hospitalar Sul e estamos com a Praça do Povo em obras e o Setor de Rádio e Televisão. Parte das tesourinhas estão resolvidas e a outra será licitada e a obra deve começar a partir de junho. Vamos renovar todas as passagens de pedestres subterrâneas também. Não para por aí. No Noroeste, a avenida W9 foi inaugurada. Em Taguatinga, estamos trocando o asfalto em toda região e no Gama também. O espírito é geral. O governo todo trabalha com essa visão: entregar uma cidade muito melhor daquela que foi encontrada quando o governador Ibaneis Rocha tomou posse.

Ao mesmo tempo que o governo local combate à pandemia também atua para melhorar a economia local. Quais são as ações do Executivo local que podemos destacar?

Estamos convivendo com o isolamento social, cuidando e zelando pela vida das pessoas. Isso está sendo feito com muita competência. Porém, temos o outro lado que é o das empresas. Precisamos de emprego e renda. O governo faz a sua parte na medida em que ele libera as obras. Hoje, temos em torno de 1.400 obras sendo executadas em Brasília, de pequeno, médio e grande porte – essas últimas são cerca de 200. São 30 mil pessoas trabalhando direta e indiretamente no DF. O investimento é de R$ 2,6 bilhões.

Quais são as áreas beneficiadas?

O governo está melhorando a cidade, criando outra capacidade de mobilidade, reformando escolas, hospitais, construindo UBSs [Unidade de Saúde Básica] e UPAs [Unidade de Pronto Atendimento], fazendo toda a recuperação de equipamentos que estavam estragados na área social. Estamos trabalhando em todos os sentidos para entregar equipamentos públicos para a população, como o MAB [Museu de Arte de Brasília], que foi entregue na quarta (21); e a sala Martins Penna do Teatro Nacional – que entre junho e julho devemos lançar a licitação.

Há dinheiro para tudo isso?

O secretário de Economia, André Clemente, está fazendo uma gestão de orçamento exemplar. Já fez o pagamento significativo de dívidas do passado, tem mantido toda a gestão de pessoas com seus pagamentos em dia, as empresas que trabalham para o governo estão recebendo em dia também. Isso cria um ambiente muito bom. O governo abre uma oportunidade de trabalho com as obras, as pessoas conseguem emprego, a economia gira. Essas pessoas vão para o comércio e gira a atividade também. Lá, começam a empregar e ter condições de faturar, melhorar e, esse é o ciclo virtuoso da economia.

Ou seja, é também uma forma de incentivo econômico para o DF?

Claro que sim. Fora isso, cria um ambiente de confiança, de segurança jurídica. Com um governo proativo, os investidores trazem em todas as áreas uma outra carga de obras e empregos. Essa contribuição é tão importante… Não tem como negar que houve um aumento significativo na pobreza por causa da pandemia. Tem uma quantidade de pessoas que estão desempregadas ou em subempregos, vivendo de uma maneira sub-humana para manter sua casa abastecida. Passando a pandemia, quem vai sair na frente é quem criou esse ambiente. Vejo isso com muito bons olhos para o DF.

O senhor citou a redução dos casos de dengue. O que o governo fez contra a proliferação do Aedes aegypti?  

Nos dois últimos anos aprendemos muito sobre a dengue. Temos que trabalhar na prevenção, na causa. O efeito já conhecemos. Eu diria que a dengue é quase endêmica, criou uma resistência que todo ano, na medida que muda o clima, o risco chega. Temos a Secretaria Executiva de Acompanhamento e Monitoramento de Políticas Públicas, comandada pela secretária Meire Mota que faz o acompanhamento desses programas direto com a comunidade. O primeiro ano foi complicado e o segundo ainda não foi o ideal. Neste ano, as ações que implantamos em anos anteriores estão surtindo efeito.

O GDF investe R$ 35 milhões para reformar as feiras da capital. Qual o status das obras?

As melhorias nas feiras são objeto de desejo expresso do governador Ibaneis Rocha. Ele começou sua campanha na feira e cobra todos os dias a solução dos problemas. São três formas de ver esses espaços. Há aquelas que estão implantadas, arrumadas, que precisam só melhorar a questão da gestão. Estamos trabalhando a questão da legislação. Existem outras que a estrutura ainda é boa, mas precisam de reforma – como fizemos na da Candangolândia e estamos fazendo na do Galpãozinho do Gama.

Por último, temos aquelas que precisam ser estruturadas porque estão muito danificadas.

Será possível fazer tudo isso em todas as feiras?

Não são equipamentos baratos, pelo contrário, são caros. Chegamos a conclusão que dez delas precisam receber essa mudança mais estrutural. Estamos começando a reforma da feira do Núcleo Bandeirante, que será um modelo para as outras. Também já terminamos a do Riacho Fundo II.

E como ficam os feirantes?

Eles estão se cadastrando e serão selecionados para a ocupação. Por que isso é importante? A feira é um equipamento público onde a população vai e gosta de ir. Isso é uma cultura muito boa porque o recorte da população nordestina de Brasília é muito grande. Quem não é, é descendente. Aquele que não é nenhum dos dois incorpora os costumes. Tem que ter um ambiente agradável e que funcione bem.

Os atuais feirantes terão espaço garantido?

Se há feiras com 60% dos boxes ocupados e o restante fechado porque o feirante não quer ir lá, porque ele acha que lá é um patrimônio dele, abre e fecha na hora que ele quer, acaba prejudicando o atendimento à comunidade. Por isso temos que fazer o recadastramento e dar condições para funcionar. Estamos fazendo tudo isso com a associação dos feirantes e sindicato para que a gente tenha a garantia da revitalização desses espaços e do pleno funcionamento com segurança jurídica. Quem tem que estar ali é o feirante. Não pode ser um morador que colocou os móveis dele lá e virou um depósito da casa dele.

Dê um panorama das obras no DF por região

Oeste

A região Oeste cresceu. Taguatinga levou para lá outras cidades que aumentaram a população, como Ceilândia, Samambaia, Vicente Pires e Arniqueiras. Essas pessoas necessitam demais das políticas públicas do governo. Há cidades que estão envelhecidas e outras que estão muito novas, como é o caso do Sol Nascente/Pôr do Sol. É um desafio do governo terminar a infraestrutura de lá. Isso vai acontecer, assim como tirou do papel a obra do Túnel de Taguatinga, que estava parada há mais de 20 anos. A cidade será renovada com o boulevard. Vamos revitalizar o Pistão Sul e Hélio Prates. Os serviços em Vicente Pires estão 92% executados – já é uma cidade de verdade.

Norte

A região Norte é outro vetor de crescimento. A qualidade de vida é invejável. Planaltina é uma cidade histórica e tem tido um carinho muito grande do governador. Sobradinho vai ganhar um viaduto na entrada. Haverá uma terceira faixa para melhorar o fluxo dessa região para Planaltina. Vamos inaugurar também o Trevo de Triagem Norte, batizado de Joaquim Domingos Roriz.

Leste

Já a região Leste, sempre foi tida como a mais pobre do DF, mas esse estigma está desaparecendo. A cidade do Paranoá é espetacular, Itapoã está se desenvolvendo cada dia a mais, São Sebastião e Jardim Botânico estão se desenvolvendo. O governador determinou a duplicação da DF-250, aliviando o trânsito e a construção do viaduto.

Sul

A região Sul é a mais próxima que temos do entorno. Santa Maria e Gama são cidades abastecedoras. São os polos urbanos que catalisam toda aquela região. O governador determinou a revitalização completa do Polo JK para atrair grandes empresas. Fica na entrada de Brasília, é um ponto estratégico para trazer empresas de pequeno, médio e grande porte. Santa Maria acabou de receber uma obra muito importante na VC-371. É uma via muito importante de ligação com a saída da cidade. O Gama também está passando por grande transformação. A Avenida dos Pioneiros foi reformada e vamos fazer o Centro de Saúde nº 8, além de entregarmos um novo setor de desenvolvimento econômico, a Ama Gama, toda pronta.

A campanha de vacinação contra a covid-19 avança mais uma etapa no Distrito Federal contemplando, a partir das 13h desta sexta-feira (23), os idosos com 62 e 63 anos. Para vacinar esse público, 52 pontos de vacinação estarão abertos até as 17h. A expectativa é vacinar 45.021 pessoas nessas duas faixas etárias, conforme estimativa da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan).

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, afirma que o planejamento inicial era vacinar esse público no sábado (24), no entanto, o comitê de operacionalização da vacinação contra a covid-19 decidiu antecipar.

“As doses chegaram ao DF às 2h e, desde a chegada até a Rede de Frio, a equipe trabalhou durante a madrugada conferindo a remessa e dividindo o quantitativo para ser enviado para cada Região de Saúde. No início da manhã, as doses foram distribuídas para os núcleos regionais para envio aos pontos de vacinação”, explica.

Okumoto ressaltou o trabalho da equipe da Vigilância Epidemiológica desde a chegada dos imunizantes. “Houve um grande empenho para que a vacinação fosse antecipada em um dia e isso deve ser reconhecido”, parabeniza.

Também nesta sexta-feira, os idosos que receberam a primeira dose da vacina AstraZeneca, em fevereiro, começarão a receber o reforço. Os 52 pontos de vacinação existentes estarão abertos para esse público completar o esquema vacinal, conforme indica o cartão de vacina. A expectativa é vacinar com o reforço cerca de 34 mil pessoas apenas hoje.

A Secretaria de Saúde divulga diariamente os dados da campanha de vacinação no Distrito Federal. As informações estão disponíveis na página Vacinômetro e indicam, até o momento, 566.412 vacinas aplicadas, sendo que 375.706 pessoas receberam a primeira dose e 190.706 receberam a segunda dose.

 

 A Lei nº 14.071 entrou em vigor e as mudanças no Código de Trânsito Brasileiro já estão valendo.

O novo regulamento contempla diversas novidades, como mudanças nas competências dos órgãos que compõem o Sistema Nacional de Trânsito, nos processos de obtenção e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e em prazos administrativos.

PARTICIPE DESTA DECISÃO!

Chegou o momento de definir as prioridades e metas financeiras do governo para o ano de 2022. Você pode contribuir com as suas ideias.

Para entender melhor 

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) ajuda o governo a priorizar os investimentos e orienta como o recurso disponível para o próximo ano deverá ser gasto, tudo isso de acordo com a necessidade de cada setor e sem deixar de cumprir as metas do governo. 

Você pode participar.

Envie suas ideias até 3 de maio. Acesse o www.ouv.df.gov.br e faça uma sugestão. ✌

Faça parte desta decisão. O GDF quer ouvir você.

 

É tempo de imunização e, além da vacina contra a covid-19, o GDF está imunizando a população do DF contra o vírus da influenza. 💉

A vacinação vai até o dia 9 de julho e estará disponível em 100 unidades básicas de saúde. Inicialmente, de 12/4 a 10/5, o grupo que estará recebendo a dose do imunizante são 👇

✅ Trabalhadores da saúde

✅ Gestantes e puérperas

✅ Povos indígenas

✅ Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)

Arraste para o lado e veja onde se vacinar!

É importante não esquecer o cartão de vacinação para a avaliação da equipe da unidade de saúde.

⚠ ATENÇÃO! ⚠

 

🦠 Na maioria dos locais de vacinação contra a influenza, não haverá aplicação da vacina contra a covid-19. Fique atento!

💉 De acordo com a orientação do Ministério da Saúde, pessoas que primeiramente tomarem a vacina contra a influenza devem aguardar o prazo de 14 dias para receber a dose contra a covid-19.

 

Serviço de Limpeza Urbana (SLU) quer ouvir você. Sua quadra está precisando de lixeirinhas? Mapeia o local que a gente instala! Basta acessar o QR Code ou link abaixo, se aproximar do ponto escolhido e mandar a localização de onde deseja a instalação da lixeira. Ah! As lixeirinhas são instaladas apenas em postes.

 

https://survey123.arcgis.com/share/c24452956ab74dc386dfe2f47799646e?portalUrl=https://sigportal.slu.df.gov.br/arcgis

 

Mais informação: http://www.slu.df.gov.br/acesse-aqui-…

yParticipe: https://survey123.arcgis.com/share/c2…

 

O SEBRAE/DF prorrogou a disponibilização de *consultorias GRATUITAS exclusivamente aos empresários do Distrito Federal* para *30/06/2021!* 
 
Ao todo estão disponíveis 16 consultorias:
1. Planejamento para Presença Digital e links patrocinados
2. Comunicação Visual
3. Análise e Planejamento financeiro
4. Formação do Preço de Venda
5. Planejamento de vendas
6. Implantação de Loja Virtual
7. Diagnóstico para implantação de Loja Virtual
8. Controles Financeiros Básicos
9. Design e Melhoria de Serviços
10. Melhoria de layout produtivo
11. Implantação ou adequação na operação do Delivery
12. Inserção digital – Desenvolvimento de website
13. Boas Práticas higiênico-sanitárias e cuidados contra a COVID-19
14. Melhoria de Processo de Produção para o Segmento de Alimentação
15. Elaboração de cardápio e/ou fichas técnicas para serviços de alimentação
16. Diagnóstico de Gestão (Superação da Crise)
 
Para solicitar a consultoria *Clique aqui*👇🏽 e preencha o formulário do link abaixo:
 
Essa consultoria é 100% gratuita e online!

RAFAEL SECUNHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: ABNOR GONDIM

A roçagem do mato alto nas margens da rodovia DF-140, que corta a região administrativa do Jardim Botânico, é mais uma demanda solucionada pelo GDF Presente. O Polo Leste do programa, responsável pela área, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e a Administração Regional passaram os dois últimos dias dando uma limpeza geral nas margens da via pública.

O matagal vinha cobrindo as placas de sinalização da pista e tomando conta dos abrigos para passageiros de ônibus. Uma dificuldade para os motoristas dos 20 mil veículos que passam diariamente na estrada, também conhecida como Rodovia Diogo Machado. O serviço vai até o fim de semana e a poda já alcançou, até esta sexta-feira (16), um trecho de 2 km.

“A vegetação estava atrapalhando a visibilidade e diminuindo a segurança no trânsito. Para muitos moradores, que dependem de ônibus, também estava difícil”, aponta Júnior Carvalho, coordenador do Polo Leste, que compreende as regiões de Itapoã, Jardim Botânico, Paranoá e São Sebastião. “Com esse trabalho, vamos beneficiar moradores do Tororó, Núcleo Rural Barreiros e do Jardim ABC, em Goiás, entre outros, que passam pela DF-140”, emenda.

 

Estradas de chão niveladas

Outra ação também foi executada para melhorar a mobilidade e a qualidade de vida nos bairros da área de atuação do Polo Leste: o nivelamento e a recuperação de quase 7 km de estradas não pavimentadas em Nova Betânia, localizada no setor habitacional Tororó; Itaipu e São Gabriel, na Região Administrativa de São Sebastião.

Essa é uma missão recorrente do GDF Presente na localidade. Segundo estimativa da Administração Regional do Jardim Botânico, até a cidade de São Sebastião, há cerca de 100 km de vias de terra que atendem as comunidades.

“A área rural cresceu bastante nos últimos anos, com muitas chácaras e pequenas moradias. Portanto, a manutenção das vias é obrigatória para o trânsito de carros, carroças e para que as pessoas possam caminhar ali”, lembra o administrador do Jardim Botânico, Antônio de Pádua.

Máquinas do Polo Leste foram empregadas para a terraplanagem nas ruas e compactaram, junto com a terra, restos de construção civil (RCC), material doado pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Foram cerca de 2,5 km de ajustes em São Gabriel , 2 km no Itaipu e 1,8 km no Tororó.

Paralelamente, os caminhões do Polo fizeram, nesta quinta-feira (15), o recolhimento de entulhos e inservíveis nos condomínios do Jardim Mangueiral.

*ALLINE MARTINS, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATA LU

 

O sofá ficou velho? O colchão já não serve mais para uso? E aquele restinho de entulho que sobrou da obra…o que fazer com tudo isso que não cabe no saco de lixo? O descarte não pode ser em qualquer lugar e quem for flagrado fazendo de forma irregular pode pagar multa entre R$ 216 e R$ 22 mil.

No DF, há duas formas legais de jogar tudo isso fora e sem custo algum: ir ao papa-entulho mais próximo ou solicitar ajuda às administrações regionais. Pelo menos 20 delas disponibilizam equipes para buscar os objetos chamados inservíveis, seja a solicitação feita por meio da ouvidoria ou por telefones e e-mails próprios.

Jardim Botânico

A Administração Regional do Jardim Botânico é uma das que fazem o trabalho. As equipes escolhem um dia para este recolhimento e avisam à comunidade, com antecedência, para que deixem os materiais em frente aos condomínios no dia marcado. Em outras regiões, como Cruzeiro, Itapoã, Samambaia, Estrutural e São Sebastião, a solicitação de recolhimento é feita via ouvidoria. O trabalho também é feito durante as ações do GDF Presente.

Já o papa-entulho recebe os restos de obras, móveis velhos, podas, galhadas, materiais recicláveis e óleo de cozinha usado. Cada cidadão pode descartar até um metro cúbico por dia desses materiais, gratuitamente.

São 11 papa-entulhos instalados nas regiões de Taguatinga, Asa Sul, Gama, Guará, Planaltina, Santa Maria, três em Ceilândia e dois em Brazlândia. Em breve será entregue mais um equipamento, já em fase final de construção em Águas Claras.

“O papa-entulho é um aliado na limpeza e na saúde pública, pois é uma alternativa para o descarte correto e evita que lixos sejam jogados em áreas públicas. É a melhor forma de preservar o meio ambiente e impedir a proliferação de vetores de doenças”, observa o gerente de limpeza do SLU da Região Norte, José Lúcio Lopes. Os papa-entulhos funcionam de segunda a sábado, das 7h às 18h.

Irregulares

Segundo o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), somente neste ano já foram coletadas 165.578 toneladas de entulhos em pontos de descarte irregular. Em todo o ano passado, foram 615.660 toneladas.

O DF Legal faz, diariamente, a fiscalização de descarte de resíduos sólidos. Ano passado, foram mais de 1.500 vistorias por todo o DF. Mais de 240 notificações foram lavradas e aplicadas cerca de 40 infrações.

No Jardim Botânico tem ação todo dia! 

Realizamos esta obra que beneficiou os moradores da região do Itaipu. O sistema de captação da água das chuvas foi refeito em uma parceria entre a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF), o GDF Presente e a Administração Regional. Entre as ruas 79 e 84, sete manilhas eram usadas para a passagem das águas das chuvas embaixo da rua de terra.

O morador Joaquim Gomes elogiou e ressaltou ser a primeira vez que um Governo trabalha no local: “Eu mesmo fiz as bacias de contenção e decantação, há muito tempo. E agora, 20 anos depois, é a primeira vez que o governo chega para mim e pergunta se pode reformar para melhorar o meio ambiente e a qualidade de vida da população”. 

 A Administração do Jardim Botânico está presente no Itaipu. 

 

arte itaipu

 

*CRISTINA SOARES, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

Começa na próxima segunda-feira (12) a 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza, que garantirá proteção contra Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B. Este ano, a vacinação será dividida em etapas e o primeiro público-alvo a ser contemplado será de crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da Saúde.

A vacinação, que vai até o dia 9 de julho, estará disponível em 100 unidades básicas de saúde e a maior parte será em pontos em que não há aplicação da vacina contra a Covid-19, conforme explica o Coordenador da Atenção Primária do DF, Fernando Erick Damasceno. “Como a Campanha contra a Influenza ocorrerá ao mesmo tempo da Campanha contra a Covid-19, no DF será adotada a estratégia de separar os públicos dessas vacinações em unidades básicas distintas e, para aquelas poucas cidades em que não houve a possibilidade da divisão, as estruturas para o recebimento dos pacientes será diferenciada e bem sinalizada, principalmente com o uso de tendas, assim evitaremos que haja confusão entre a aplicação dessas vacinas”.

 

A enfermeira da área técnica de imunização da SES, Fernanda Ledes, alerta que “a população que pertence neste momento aos grupos prioritários para as vacinações de Influenza e Covid-19 deve ficar alerta para o prazo de aplicação entre uma vacina e outra. É importante que seja priorizada a administração da vacina de Covid-19 caso a sua primeira ou segunda dose já esteja marcada para os próximos dias, devendo respeitar o intervalo de 14 dias para que assim possa tomar a vacina contra a Influenza. É importante a população ficar atenta a todas as anotações em sua caderneta de vacina”.

 

A orientação quanto ao intervalo entre as vacinas parte do Ministério da Saúde, que orienta ainda que, caso o indivíduo tenha tomado primeiramente a vacina contra a Influenza, é necessário aguardar o mesmo prazo de 14 dias para que ele possa receber a dose contra a Covid-19. É importante que o indivíduo leve o seu cartão de vacinação para a avaliação da equipe da unidade de saúde.

Público-alvo

 

O público-alvo de 2021 representará 1.117.656 de pessoas do DF. A meta é vacinar pelo menos 90% dos grupos elegíveis. A segunda fase da vacinação contemplará professores das escolas públicas e privadas e idosos com 60 anos e mais. Já na terceira fase estarão as pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, pessoas com deficiência permanente, forças de segurança e salvamento, forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

 

Crianças menores de nove anos de idade que nunca foram vacinadas contra influenza precisam receber duas doses da vacina, com intervalo de 30 dias entre elas. Para os demais imunizados, a vacina é realizada em dose única.

O Distrito Federal recebeu essa semana 113.600 doses para iniciar a primeira fase, o que corresponde a 29% do total dos grupos da 1° etapa. O quantitativo restante será enviado pelo Ministério da Saúde ao longo da campanha, de forma semanal.

 

Contraindicações

 

A vacina é contraindicada para crianças menores de 6 meses de idade e pessoas com história de anafilaxia a doses anteriores apresentam contraindicação a doses subsequentes. Contudo, na maioria dos casos, as vacinas contra influenza têm um perfil de segurança excelente e são bem toleradas.

 

Foi publicado no Diário Oficial do Dostrito Federal os locais indicados onde poderão ser desenvolvidas as atividades de Food Trucks na Região Administrativa do Jardim Botânico:

I – Avenida das Paineiras EQ 3/5, estacionamento em frente ao Comércio Local, de todos os dias, das 14h às 22h, sendo a quantidade máxima de 05 (cinco) Food Trucks no referido local.

II – Estacionamento do Parque Vivencial do Jardim Botânico – Etapa III, todos os dias, das 12h às 21h, sendo a quantidade máxima de 05(cinco) Food Trucks no referido local.

III – Avenida do Sol, estacionamento da Portaria Principal do Condomínio Quintas do Sol, todos os dias, das 14h às 22h, sendo a quantidade máxima de 02 (dois) Food Trucks no referido local.

IV – Avenida do Sol, próximo ao Shopping Plaza do Sol (Oitocentos metros antes da entrada do Cond. Ouro Vermelho I), todos os dias, das 14h às 22h, sendo a quantidade máxima de 02 (dois) Food Trucks no referido local.

V – Avenida Mangueiral – Ao lado da Quadra 02, todos os dias, das 14h às 23h, sendo a quantidade máxima de 05 (cinco) Food Trucks no referido local.

VI – Avenida Mangueiral – Estacionamento comercial da Quadra 13, todos os dias, das 14h às 23h, sendo a quantidade máxima de 05 (cinco) Food Trucks no referido local.

VII – Avenida Mangueiral – Estacionamento comercial da Quadra 05, todos os dias, das 14h às 23h, sendo a quantidade máxima de 05 (cinco) Food Trucks no referido local. VIII – Parque Ecológico do Tororó, todos os dias, das 14h às 23h, sendo a quantidade máxima de 05 (cinco) Food Trucks no referido local.

 

O interessado na atividade de comercialização de alimentos diretamente ao consumidor de modo itinerante, em veículos automotores ou rebocáveis adaptados e denominados: Food Truck/Trailer deverá  cumprir os pré-requisitos a seguir:

– Formalizar o pedido do Termo de Autorização de Uso de Áreas Públicas – TAUAP mediante preenchimento de formulário disponibilizado no atendimento da Subsecretaria de Mobiliário Urbano e Apoio às Cidades (SUMAC), da Secretaria Executiva das Cidades, da Secretaria de Estado de Governo do DF;

– Comparecer a Diretoria de Vigilância Sanitária e adquirir o Certificado de Vistoria Veicular; Vistoria da Cozinha e/ou;Equipamentos de apoio;

– Comparecer em qualquer posto da Subseção de Atendimento Avançado da Diretoria de Vistoria do CBMDF e obter Parecer Técnico que ateste as condições de segurança contra incêndio e Pânico;

– Voltar à Secretaria das Cidades em posse da cópia e originais dos documentos:

 

1) Formulário de solicitação do TAUAP;

2) Identidade e CPF do representante legal da pessoa jurídica a quem ficará vinculado o TAUAP;

3) Contrato Social da empresa devidamente registrada;

4) Comprovante de residência atualizado em nome do requerente ou de pessoa da mesma família*;

5) Declaração de que não é detentor de outro Termo de Autorização de Uso de Áreas Públicas e/ou Permissão para outras atividades correlacionadas como Ambulantes, Quiosques, Feira Livre, entre outros;

6) Certidão Negativa de Débitos da pessoa física e/ou jurídica expedida pela SEFAZ-DF e DF Legal;

7) Cartão CNPJ; Certificado de Vistoria de Veículo – CVV, emitido pela Vigilância Sanitária do DF;

8) Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo – CRLV, emitido pelo DETRAN;

9) Parecer técnico do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal – CBMDF.

 

*Em caso de o Comprovante de Residência ser em nome de familiares, deverá ser apresentado, junto a este, uma declaração de moradia assinada pelo familiar responsável pelo comprovante, bem como a cópia do RG e CPF do mesmo.

 

É responsabilidade da SUMAC:

 

– Emissão do Termo de Autorização de Permissão – TAUAP;

– Emissão do boleto para pagamento do preço público – referente a ocupação de área pública;

– Cassar ou revogar o Termo de Autorização de Permissão – TAUAP.

 

Faça seu cadastro aqui.

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: FREDDY CHARLSON

O Instituto Brasília Ambiental emitiu Licença Ambiental Simplificada (LAS) ao Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) para duplicação da rodovia DF–140. O termo, assinado na quarta-feira (24), permite que sejam feitas terraplanagem, pavimentação, drenagem, sinalização, obras complementares e recuperação ambiental, no trecho entre a DF–001 e a divisa com estado de Goiás, com extensão de 14,8 km. A outorga tem validade de dez anos.

O licenciamento ambiental para a duplicação da rodovia DF–140 faz parte do contexto da ação do Brasília Ambiental na parte sul do Distrito Federal, beneficiando diretamente o Setor Habitacional Tororó.

“Há quase uma década o instituto tem investido esforços para uma ocupação sustentável desse setor, bem como de sua infraestrutura urbana. Essa intervenção tem o objetivo de proporcionar maior fluidez de tráfego e segurança naquela região. E o projeto deve seguir as normas ambientais vigentes, bem como cumprir as condicionantes da licença ambiental emitida para o empreendimento, minimizando e, até mesmo, sanando possíveis impactos negativos ao meio ambiente”, informou a diretora de Licenciamento Ambiental III, Janaína Araújo.

Licença Ambiental Simplificada

O trâmite da Licença Ambiental Simplificada (LAS) é mais rápido, pois o órgão ambiental avalia, em fase única, a localização, viabilidade ambiental, condições de instalação e operação de um determinado empreendimento ou atividade, de pequeno potencial de impacto ambiental, emitindo um único ato autorizativo.

 

 

*GIZELLA RODRIGUES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATA LU

 

O trabalho acontece quase simultaneamente: logo depois que as chuvas castigam o Distrito Federal, o GDF Presente trabalha para recuperar as cidades e diminuir os impactos no dia-a-dia da população. No Jardim Botânico, o esforço foi para recuperar cerca de cinco quilômetros de vias não pavimentadas nos bairros Itaipu, João Cândido e no Setor Habitacional Tororó, o que melhorou a rotina de mais de 15 mil pessoas.

As máquinas do Polo Leste fizeram terraplanagem nas ruas e compactaram, junto com a terra, restos de material de construção civil (RCC) reciclados pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU) para aumentar a qualidade do serviço e melhorar o acabamento. “As estradas foram danificadas pelas chuvas. Tinha pequenas erosões no meio da rua”, explica o coordenador regional do Polo Leste, Júnior Carvalho.

Ao todo, foram utilizadas na terraplanagem quase 200 toneladas de RCC doadas pelo SLU e transportadas pelos caminhões do Polo Leste. No bairro João Cândido, as ruas 18 e 19 receberam melhorias, enquanto dois quilômetros de vias sem asfalto foram recuperadas no bairro Itaipu. No Setor Habitacional Tororó, uma rua de cerca de 900 metros que passa ao lado do Parque Ecológico Tororó recebeu manutenção.

Demanda da população

“Essa rua é usada para o acesso a três condomínios. Praticamente todos os moradores necessariamente precisam passar por ela para entrar e sair do setor habitacional”, afirma o administrador do Jardim Botânico, Antônio de Pádua. Segundo ele, tem chovido muito na região, o que estraga a manutenção constantemente feita nas estradas de terra.

Pádua diz que os reparos foram solicitados pela comunidade e registrados, principalmente, via Ouvidoria. “A gente sempre dá prioridade a essas demandas. Quando recebemos o auxílio do GDF Presente, já colocamos no cronograma de ações porque o programa tem mais máquinas que a administração”, diz.

GDF Presente também trabalhou na limpeza do Jardim Botânico. Uma operação de prevenção à dengue, com objetivo de evitar o acúmulo de água parada, retirou 15 toneladas de entulhos no Jardim Botânico III. As equipes também recolheram 60 toneladas de entulhos em transbordos irregulares no Bairro Itaipu. Nos Jardins Mangueiral, inservíveis e lixo verde foram retirados das ruas.

 

O Código de Endereçamento Postal (CEP) das residências do setor habitacional Tororó foi atualizado. Após a mudança da poligonal , na qual a região passou a fazer parte do Jardim Botânico, a Administração Regional fez gestão junto aos Correios para que o Código fosse atualizado.

 

Clique e veja os novos CEPs

Tororó

O Código de Endereçamento Postal (CEP) das residências do Jardins Mangueiral foi atualizado. Após a mudança da poligonal , na qual a região passou a fazer parte do Jardim Botânico, a Administração Regional fez gestão junto aos Correios para que o Código fosse atualizado.

 

Clique e veja os novos CEPs

Jardins Mangueiral

Agora a Administração Regional do Jardim Botânico possui telefone fixo para melhor atendê-los.

 

Veja os os ramais dos setores:

 

 

 

 

 

 

 O Assessor Especial da SEGOV, Tadashi Mae, esteve hoje na Administração Regional do Jardim Botânico para capacitar alguns servidores para o uso do app E-cidades. A ideia é aprimorar os conhecimentos para que a ferramenta seja mais utilizada no atendimento a população. 

 

O e-Cidades é um recurso facilitador que permite que alguns alguns serviços, tais como a abertura de requerimentos e o acompanhamento dos respectivos processos sejam realizados a distância. 

 

Participaram da capacitação o Administrador Regional, Pádua, o Chefe de Gabinete, Claudio Caixeta, além os coordenadores e assessores da Colom, Protocolo, Ouvidoria, Coag, Gead e Gepes.

 

*Agência Brasília

A rede de saúde do Distrito Federal conta hoje com mais leitos do que em agosto do ano passado. Eram 959 leitos hospitalares, entre UTI geral, cuidados intermediários e UTI Covid-19, enquanto neste mês de março serão alcançados 1.045 leitos.

Em 2020, muitos leitos destinados a outras doenças foram convertidos para enfrentar a Covid-19, mas com a diminuição dos casos eles voltaram para as cirurgias eletivas, atendendo a pessoas que esperavam por cirurgias de todo tipo. O mesmo movimento está sendo feito agora, quando ocorre um novo surto da doença, que superlota o sistema de saúde.

Em meados do ano passado o Hospital de Campanha do Mané Garrincha (HCMG) fazia parte do sistema com cerca de 200 leitos de cuidados intermediários (enfermaria e com suporte de ventilação mecânica). Mas o Ministério Público do DF se posicionou favorável que a estrutura fosse desativada depois de seis meses de funcionamento, durante o primeiro pico da Covid-19. Todo o mobiliário e equipamentos foram redirecionados, conforme estava previsto em contrato, para unidades da rede pública e estão sendo usados em Hospitais e UPAs.

Hospital de Campanha Mané Garrincha

Erguido para atender exclusivamente pacientes com Covid-19 no Distrito Federal, o Hospital de Campanha do Estádio Mané Garrincha recebeu mais de 1,8 mil pessoas com Covid-19, dos quais 1.787 voltaram recuperados para suas famílias e 32 não resistiram à doença. Após o período mais crítico da pandemia no ano de 2020, entre os meses de junho, julho e agosto, quando ocorreu o maior registro de novos casos e óbitos por Covid-19, a ocupação dos leitos do HCMG caiu significativamente, o que tornou inviável seu funcionamento com baixa demanda para atendimento.


A Administração Regional do Jardim Botânico recebeu o Núcleo de Atendimento ao Cidadão da DF Legal. A descentralização dos serviços da Secretaria visa melhorar e intensificar o atendimento a população. O posto funcionará das 8h às 18h, dentro da Administração Regional. O Administrador Regional, Pádua, ressaltou a importância desta conquista e lembrou da comodidade de ter um núcleo do órgão próximo a comunidade.

"A abertura de mais uma unidade da DF Legal visa atender a uma determinação do governador Ibaneis Rocha de levar para mais perto das administrações e da população os serviços oferecidos por nossa pasta", lembrou Cristiano Mangueira, secretário da DF Legal


O que o núcleo oferece ao cidadão:

• Cópia e vistas aos processos administrativos;
• Lançamento de taxas e preços públicos;
• Emissão de nada consta;
• Emissão de boletos de competência do DF Legal;
• Requerimento de pedidos de revisão, suspensão e de isenção de cobrança de taxas – Taxa de Execução de Obras (TEO) e Taxa de Fiscalização de Estabelecimento (TFE);
• Revisão e suspensão de lançamento de preço público;
• Comprovação de pagamentos e restituição de valores;
• Parcelamento dos créditos não inscritos em dívida ativa e não ajuizados;
• Alterar endereço e metragem de TFE/TEO;;
• Recebimento de impugnações, manifestações de inconformidade e recursos voluntários, referentes aos autos expedidos pela DF Legal;
• Requerimentos diversos;
• Solicitação de cobrança de TFE/TEO devido a encerramento de atividade econômica ou término da obra;
• Solicitação de retirada de débitos inscritos na dívida ativa;
• Solicitação de prescrição de débitos tributários e não tributários.
 

 

GIZELLA RODRIGUES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: FREDDY CHARLSON
  


O Jardim Botânico recebe os cuidados do Governo do Distrito Federal (GDF) esta semana e, por meio de uma parceria entre a Administração Regional, o GDF Presente e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), finaliza uma importante obra para a comunidade, atendendo uma demanda de cerca de 30 anos dos moradores e comerciantes da região administrativa. As vagas do novo estacionamento da avenida comercial estão sendo pintadas, o que vai organizar o trânsito de veículos no local.

O serviço começou a ser feito na última segunda-feira (11) e deve durar duas semanas. São cerca de 200 vagas divididas em nove bolsões que ficam do lado direito da avenida comercial, que tem cerca de 1 km de extensão. Além de pintar as vagas no asfalto, sinalizar as destinadas para idosos, gestantes e pessoas com deficiência e demarcar o correto sentido para a circulação dos veículos, o DER vai reforçar a sinalização vertical da via, com a instalação de novas placas de trânsito.

A construção do estacionamento é uma parceria entre vários órgãos do governo. O estacionamento foi construído ao longo de 2020 pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) com apoio de máquinas do Polo Leste do GDF Presente. A pavimentação do estacionamento foi concluída em dezembro e os funcionários da administração limparam o local antes da pintura das vagas, que está sendo feita pelo DER.

 


GDF Presente intensifica trabalho

O GDF Presente está lavando as calçadas em frente ao estacionamento e, em breve, os passeios vão receber melhorias. “Assim que o tempo firmar, vamos finalizar esse trabalho”, afirma um dos responsáveis pela coordenação do Polo Leste, Leandro Cardoso de Souza. “Todos os órgãos trabalham para trazer melhorias para a comunidade”, ressalta o chefe de gabinete da administração, Cláudio Caixeta, administrador em exercício do Jardim Botânico. “O trânsito na avenida era horrível, não tinha onde estacionar, principalmente aos sábados quando a feira do produtor está funcionando”, conta.

Trânsito movimentado

Cerca de 40 mil pessoas transitam diariamente pela avenida, moradores e comerciantes que reclamavam que quem ia a uma das lojas no local não tinha onde parar o carro. Mesmo sem o estacionamento estar concluído, as vagas já eram usadas de forma improvisada.

Dono de uma padaria na via há 22 anos, André Alencastro Veiga, 55 anos, acredita que perdia clientes por causa da falta de lugar para parar o carro. “Era uma confusão, achar vaga aqui era um campo de batalha. Tinha até briga”, conta. Mesmo antes da sinalização do estacionamento ser concluída, ele diz que as novas vagas melhoraram o trânsito no local. “Melhorou 200%, não só para mim como para todo o comércio”, afirma.

O Polo Leste também atende a uma demanda da associação dos produtores rurais e faz a terraplanagem e ajustes de dois quilômetros da avenida principal do Núcleo Rural Altiplano Leste, que não é pavimentada. E recolheu 60 toneladas de entulho do transbordo irregular da Rua Nacional Vila do Boa. As equipes do GDF Presente também fizeram melhorias nas vias dos bairros Itaipu e São Gabriel para retirar a lama acumulada pelas chuvas.

 

A Administração Regional do Jardim Botânico encerra o ano com importantes obras iniciadas e ações sendo planejadas. Em seis meses a frente da Administração Regional, Antônio de Pádua, entregou para a comunidade, entre outras demandas, a ampliação do estacionamento da Avenida Comercial, solicitação de mais de 20 anos da população. "A princípio seria apenas um bolsão de estacionamento. Mas conseguimos junto a Novacap estender por toda a Avenida e atender mais a comunidade", observa o Administrador.  

Outro destaque é a construção da primeira Unidade Básica de Saúde do Jardins Mangueiral, que já está com as obras adiantadas e deverá ser entregue no início de 2021. "Nosso Governador, Ibaneis Rocha, sempre esteve sensibilizado com esta questão,  junto com os Secretários e parlamentares conseguiram atender esta demanda da nossa população", ressaltou Pádua. 

Também foram anunciadas novidades para a educação da região. O edital de licitação para a construção de duas unidades será publicado em breve. “Serão construídas duas escolas na região, uma escola classe e outra com ensino fundamental. É uma demanda antiga que o Governador fez questão de atender, pois sabe das necessidades da comunidade”, adianta Pádua.  

Durante o ano também foram realizadas várias intervenções com o objetivo de melhorar os acessos as estradas rurais, como na Estrada da Mata e nas vias do Tororó. Ainda para a mobilidade, a Administração Regional realizou parcerias com a comunidade para a instalação de bloquetes em ruas do bairro João Cândido e também nos estacionamentos do Mansões Serrana e do São Gabriel. "Nestas ações, doamos os bloquetes e a comunidade ajudou com a mão de obra necessária", explicou Pádua. Ao todo foram cinco ruas recuperadas e dois estacionamentos. 

Em 2021 as obras continuam e os trabalhos serão intensificados. Melhorias no Parque Vivencial deverão ser iniciadas, iluminação nas ciclovias, bem como a eficientização da rede elétrica de vários pontos do Jardim Botânico.

A Secretaria de Ciências, Tecnologia e Inovação divulgou hoje que foram recolhidos 1.309 kg de lixos eletrônicos durante o Drive Thru do Lixo Eletrônico do RECICLOTECH, programa desenvolvido pela Secretaria, em parceria com a Organização Social Programando o Futuro.

 

 

Se você gosta de pedalar, prepara sua bicicleta e venha participar deste evento que preparamos para vocês!

 

Dia 13 de Dezembro (domingo), a partir das 8h.

 

 O Coordenador de Desenvolvimento (CODES), Rodrigo Alves – representando o Administrador Regional, Pádua – juntamente aos Assessores Técnicos, Heloisa Rocha e Anderson Carlos, o Diretor de Território (DIDOT), Paulo Roberto e a Gerente de Desenvolvimento Econômico (GEDEC), Hana Rúbia, se reuniram com o Diretor do Centro de Ensino Fundamental Jataí, no Barreiros, Flávio e o Coordenador Pedagógico da Unidade, Portela, para apresentar o Projeto Escola Empreendedora, que será implementado em parceria com o SEBRAE, representado na reunião pelo Sr. Dryan. 

 

O Projeto tem o objetivo de inserir nas unidades de ensino da rede pública, a educação empreendedora, fazendo com que os alunos despertem o interesse pelo empreendedorismo antes da fase adulta. Segundo Flávio, o programa irá beneficiar tanto alunos que moram no entorno (Jardim ABC/Cidade Ocidental/GO), quanto os alunos da zona rural do Jardim Botânico. 

 

 

A Admidistração Regional do Jardim Botânico atingiu 100% no Índice de Transparência e recebeu o prêmio ITA. O anúncio dos órgãos premiados foi realizado hoje pela Controladoria-Geral do DF. Esta é a 5° edição da premiação que tem o objetivo de incentivar as publicações de interesse público.

A transparência é uma bandeira desse governo. E a Administração Regional tem trabalhado para prestar informações de forma clara e objetiva para a sociedade. O Administrador Regional, Pádua, parabenizou todos que trabalharam para que a Admidistração atingisse esta marca. "Temos uma equipe empenhada em apresentar e disponibilizar de forma clara todas as ações e informações que são de interesse da nossa comunidade. Uma premiação muito importante para nossa Administração", ressaltou Pádua. 

Para a premiação, são realizadas avaliações das informações divulgadas nos sites, seguindo as normas da lei distrital de acesso à informação do DF (nº 4.990/2012). Entre elas estão desde as mais corriqueiras — como endereço e formas de contatos telefônico ou eletrônico — às de caráter institucional ou relacionadas a despesas, contratos, convênios, licitações e servidores.

 Mais uma parceria realizada com a comunidade que foi concluída com sucesso. Os usuários do comércio do bairro São Gabriel agora contam com um estacionamento adequado. A Administração Regional doou os bloquetes e a comunidade fez a instalação do material. 

 

Durante dois dias, entulhos, lixos e muita terra foram retirados de 15 bocas de lobo do Jardim Botânico, que passaram por uma limpeza e desobstrução. O trabalho atendeu uma demanda antiga da comunidade e faz parte do conjunto de ações que estão sendo realizadas na região para evitar possíveis problemas causados pelas chuvas. 

O Administrador Regional, Antônio de Pádua, conta que com a parceria da comunidade, a Administração Regional identificou os locais com este problema e solicitou o apoio da Novacap para que o serviço fosse realizado. "Ações como esta são fundamentais para prevenirmos grandes problemas, como alagamento das vias. Estas bocas de lobo estavam lotadas de sujeira e terras, o que impossibilitava o escoamento da água da chuva", ressaltou Pádua. 

 

Sabe aquele RCC, Resíduos de Construção Civil, que recebemos do SLU? Parte dele está sendo utilizado para recuperar esta via no Taboquinha. Em seguida, será colocado fresado de asfalto doado pela Novacap. 

O Natal está chegando e pensando naqueles que não têm oportunidade de ter uma ceia, o GDF lançou a campanha *Nosso Natal 2020*.

A Administração Regional do Jardim Botânico receberá as doações durante dois dias no sistema Drive-thru! 

Sexta – 27/11 – 8h às 16h
Sábado – 28/11 – 8h às 12h

Local: Estacionamento do Supermercado Bellavia.

Alimentos a serem doados: 

Arroz tipo I- 5kg;
Açúcar- 5kg;
Feijão;
Farinha de milho;
Farinha de mandioca
Charque bovino;
Molho de tomate;
Macarrão;
Sal refinado;
Leite em pó integral;
Óleo de soja;
Sardinha em conserva;
Leite condensado;
Achocolatado em pó

O GDF já anunciou a construção e manutenção de toda a infraestrutura viária da continuação e duplicação de trecho da DF-001, inclusive a ponte sobre o córrego Paranoá.
Agora, a Secretaria de Transporte e Mobilidade abriu consulta pública para que todos contribuam na elaboração do projeto.  *O prazo para enviar observações vai até o dia 8 de dezembro e pode ser feito pelo email: consultaviaponte@semob.df.gov.br*

Todos os documentos do projeto se encontram na página da Semob, no endereço eletrônico www.semob.df.gov.br. A construção da Via Ponte tem o objetivo de melhorar as condições de tráfego da DF-001, especialmente da região do Paranoá e Jardim Botânico, com a sua duplicação.

Participe deste projeto!

Com o objetivo de apoiar os empresários do DF a superarem a crise econômica o Sebrae/DF prorrogou o prazo para inscrições no programa  Sebrae de Superação da Crise.
As inscrições podem ser feitas o dia 15 de Novembro no site abaixo: 

https://www.sebraefuturoposcrise.com.br/

Participe e dê uma nova chance ao seu negócio! 

 

A Campanha para a Vacinação Antirrábica na área urbana está chegando. Será dia 07 de novembro, das 8h30 às 14h. 

Então, anota aí os locais de vacinação:

– Condomínio Privê Morada Sul etapa C
– Condomínio Mônaco 
– Associação dos amigos do Jardins Mangueiral
– Centro de Práticas Sustentáveis do Jardins Mangueiral (Drive-thru)
-Condomínio San Diego (Portaria Central) (Drive Thru)
– Condomínio Jardim Botânico VI
– Condomínio Amob 
– Condomínio Mansões Itaipú 
– Bairro São Gabriel (Comércio Local)

 

Na região do Jardim Botânico, o sistema de contenção de águas da chuva no bairro Itaipu foi refeito

GIZELLA RODRIGUES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATA LU

  

As vias sem asfalto de Água Quente foram recuperadas, patroladas e receberam uma espécie de brita feita com entulho reciclado | Foto: Divulgação: GDF Presente

As regiões mais carentes do Distrito Federal também recebem atenção especial do GDF Presente. As equipes do Polo Sul encerraram duas semanas de trabalho no Setor Habitacional Água Quente, no Recanto das Emas, e deixaram o povoado distante 45 quilômetros de Brasília de cara nova. No Jardim Botânico, servidores de diferentes órgãos do Executivo avançaram na obra de recuperação de bueiros no bairro Itaipu, que está sendo feita desde 21 de setembro e está 90% executada.

Água Quente fica às margens da DF-280, próximo à divisa do DF com a cidade de Santo Antônio do Descoberto (GO). O foco na região foi recuperar as vias sem asfalto da comunidade, que estavam esburacadas. As ruas de terra foram patroladas para o nivelamento das vias e receberam uma espécie de brita feita com entulho reciclado na Unidade de Recolhimento de Entulho (URE), que funciona onde era o antigo Lixão da Estrutural. Um total de 32 caminhões desse material foi usado na recuperação das vias.

Apenas as ruas principais do setor habitacional são asfaltadas e os cerca de 28 mil moradores do local sonham com o asfalto na porta de casa. A região está em processo de regularização e conta com as ações do GDF Presente desde janeiro deste ano.

“A região está passando por regularização, ainda falta estrutura, mas seguimos trabalhando no que é possível”, afirma Antônio Marcos Constantino de Araújo, que ocupa a função de gerente de Água Quente, uma espécie de representante da Administração do Recanto das Emas no local. “Sou eu que repasso as demandas dos moradores”, explica.

O corretor de imóveis Carlos Henrique Romeiro de Jesus, 37 anos, mora há 20 anos em Água Quente e diz que a cidade recebeu muitas melhorias em 2020. “Ganhamos mais linhas de ônibus, calçadas, um estacionamento na feira permanente. Estão sempre fazendo manutenção nas ruas de terra e tapa-buracos nas vias asfaltadas”, diz. “Como a região está em crescimento constante, temos demandas na área de saúde, educação e segurança”, ressalta.

As chuvas atrapalharam o serviço, que terá continuidade sem o GDF Presente esta semana, quando o Polo Sul segue para atender demandas dos moradores do Riacho Fundo e a Administração do Recanto das Emas segue com a recuperação das ruas de terra. O GDF Presente também fez uma limpeza geral de Água Quente e recolheu 120 toneladas de entulho das ruas da cidade.

No bairro Itaipu, o sistema de contenção de águas da chuva foi refeito, antes que se rompesse | Foto: Divulgação: GDF Presente

Chuvas

No bairro Itaipu, que pertence ao Jardim Botânico, o sistema de captação da água das chuvas foi refeito, em uma parceria entre a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF), o GDF Presente e a administração regional.

Nas ruas 79/84, sete manilhas eram usadas para a passagem das águas das chuvas embaixo da rua de terra. Com a quantidade e velocidade da água, ao longo dos anos, a base das manilhas se desfez. O solo cedeu e danificou as manilhas, causando um risco iminente de rompimento do sistema, constatado inclusive por vistoria da Defesa Civil.

As equipes então retiraram as manilhas, descartaram duas que estavam quebradas, colocaram mais cinco tubos de concreto e fixaram umas nas outras com cimento, refazendo o sistema de contenção das águas da chuva antes que ele se rompesse. “A água que entra no bairro não tem para onde ir se não fossem essas manilhas”, conta Jorge Belo de Oliveira, diretor de Obras da Administração do Jardim Botânico. “A primeira coisa que fizemos foi limpar as manilhas, que estavam cheias de lixo de todo tipo: orgânico, restos de obra, galhos de árvores e inservíveis”, ressalta

A obra já está praticamente pronta. Só falta o acabamento e o plantio de mudas no local. Na parceria, a Novacap cedeu máquinas e material, o GDF Presentetambém emprestou máquinas, algumas usadas na obra e outras para o transporte de cascalho e expurgo de brita, o DER/DF cedeu mão de obra e mais materiais e a administração cedeu 26 sacos de cimento, dez deles doados pela comunidade. “O trabalho só foi possível porque o DER cedeu a equipe. Sem esse apoio não teríamos feito nada”, afirma Jorge Belo de Oliveira.

O Polo Leste do GDF Presente também retirou inservíveis no bairro São Gabriel, que estava cheio de lixo na rua, em uma ação de prevenção à dengue. E fez operações tapa-buracos no bairro João Cândido


*Com informações da Assessoria do SLU

Cooperativas vão receber recicláveis em diversos pontos do DF como parte da programação da Semana Lixo Zero
 
Começa na próxima sexta-feira (23) a Semana Lixo Zero, um evento nacional mobilizado pelo Instituto Lixo Zero com a parceria de ONGs, instituições públicas e privadas para conscientizar a população sobre a questão dos resíduos sólidos. No Distrito Federal, as cooperativas de materiais recicláveis, com apoio do GDF e empresas voluntárias, vão realizar um Drive Thru da Coleta Seletiva em diversas regiões administrativas. A ideia é divulgar o trabalho e sensibilizar as pessoas para a importância da separação e destinação correta dos resíduos.

Serão nove pontos de coleta, conforme a área de atuação de cada cooperativa: Brazlândia, Cruzeiro, Lago Sul, Lago Norte, Jardim Botânico, Paranoá, Riacho Fundo I, Riacho Fundo II e São Sebastião. A ação conta com o apoio das Administrações Regionais e também do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e Secretaria de Meio Ambiente (Sema).

Além dos materiais já comercializados pelas cooperativas, como plástico, papel, papelão, garrafas pet e embalagens longa vida, alguns pontos também terão disponíveis coletores da empresa Green Ambiental, para recebimento de vidros, e coletores do programa Reciclotech, empresa Zero Impacto ou da Cooperativa CRV para o recebimento de eletroeletrônicos.

Para a assessora do SLU, Andrea Portugal, o principal objetivo da ação é contribuir para a divulgação do trabalho das cooperativas. “A Semana Lixo Zero é uma oportunidade de as cooperativas estarem mais próximas da população. Com o impedimento do trabalho porta a porta durante a pandemia, os mobilizadores da coleta seletiva vão dispor de um a três dias em locais de fácil acesso para tirar dúvidas e receber os recicláveis secos com os devidos cuidados de distanciamento social”, explicou.

Neste ano, o tema da Semana é “Lixo Zero Inspira Minha Cidade”, com foco na conscientização de que todo indivíduo é responsável pela solução dos problemas causados pelo lixo.

AGÊNCIA BRASÍLIA

APP GDF NOVACAP

 

RAFAEL SECUNHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATA LU

Sem mão de obra, os moradores botaram a mão na massa e assentaram os bloquetes doados| Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Uma parceria que deu certo e na qual os moradores “botaram a mão na massa” com alegria. De um lado, a Administração Regional do Jardim Botânico. Do outro, os moradores da região e do bairro João Cândido, próximo a São Sebastião. O esforço levou à construção de um estacionamento e ao assentamento de três pequenas ruas do bairro.

A Administração recebeu uma doação de cerca de 15 mil bloquetes de cimento, uma carga repassada pela Novacap e Administração do Lago Norte. Sem mão de obra, uma conversa firmou a parceria. “Tínhamos esses bloquetes em nossa sede. E identificamos onde havia maior demanda da comunidade e onde o material seria adequado. Deu muito certo e penso que o pessoal dá muito valor a essa conquista, que é dos moradores e também do governo”, pontua o administrador Antônio de Pádua.

Em João Cândido, duas ruas e uma passagem entre as casas foram reformadas. A situação das ruas era precária, com poeira e buracos. Geovani Pedroso, antigo morador, já havia levado várias reclamações à administração regional e mobilizou os moradores. Quando chovia, a lama tomava conta do local. “Havia muitos anos que a gente pedia um piso aqui. Na época da secura, é a poeira. Nas chuvas, eram poças cada vez maiores. Já caí aqui com meu filho”, conta Renato Silva, 48.

Renato Silva:  “Fui no automático; é a porta das nossas casas, né?” | Foto: Joel Rodrigues /Agência Brasília

Servente de pedreiro e atualmente desempregado, Renato foi um dos cinco voluntários para o serviço. Reuniu o time e foi para a rua. “Fui no automático; é a porta de nossas casas né?”, explica.  A dona de casa Marina Mundin, 50, também não hesitou em ajudar e carregou bloquetes junto com os vizinhos. Feliz com o resultado, agradeceu o apoio da Administração Regional. “Eles nos ajudam muito, escutam a comunidade. Quando o caminhão com os ‘tijolos’ encostou aqui, foi uma alegria”, conta a senhora. Onze mil peças cobriram as três ruas, a maior delas com 25 metros de extensão.

Estacionamentos

Já os moradores do Jardim Botânico ganharam mais um estacionamento, além do que já está sendo feito na avenida principal. Uma área mista próxima ao Condomínio Mansões Serrana vai ter um espaço com 28 vagas e 75 metros de extensão.

Ali, os comerciantes souberam do material disponível e se organizaram para promover um rateio para contratar a mão-de-obra. Servidores da Administração passaram por lá antes. “A gente preparou todo o terreno, fez a terraplanagem, cercou o local. E o pessoal já iniciou o serviço no dia seguinte”, lembra o diretor de Obras do Jardim Botânico, Jorge Belo.

Rinaldi Carlucio, antigo morador | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

“Era uma poeira imensa quando os caminhões paravam para descarregar alguma mercadoria. Incomodava não só o comerciante, mas quem compra também. Estragava os alimentos, os produtos, sem falar na possibilidade de uma doença”, destaca um dos mais antigos moradores, Rinaldi Carlucio, há 25 anos no local. Rinaldi vai todo dia à obra, “supervisionar” o trabalho. A expectativa é que em cinco dias o estacionamento já esteja em uso.

Outra obra em fase de conclusão no Jardim Botânico é o estacionamento da avenida principal, uma ação do GDF Presente. A via mais movimentada da RA, com 1,1 km de comprimento, vai ter 240 vagas para veículos. A reforma entre os trechos 1 e 9 está adiantada e até meados de novembro será entregue à população. Vinte e cinco servidores da Novacap e da Administração trabalham no local.

 

Na próxima sexta-feira (9), das 09h às 13h, a Dival estará no Jardim Botânico realizando a vacinação antirrábica. Nesta primeira etapa serão instalados dois postos para atender as áreas rurais. 
Fique atento e leve seu bichinho para vacinar! 

 

Novacap e Administração do Lago Norte doaram o material. Moradores fizeram o trabalho de forma voluntária

RAFAEL SECUNHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATA LU

  

Sem mão de obra, os moradores botaram a mão na massa e assentaram os bloquetes doados| Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Uma parceria que deu certo e na qual os moradores “botaram a mão na massa” com alegria. De um lado, a Administração Regional do Jardim Botânico. Do outro, os moradores da região e do bairro João Cândido, próximo a São Sebastião. O esforço levou à construção de um estacionamento e ao assentamento de três pequenas ruas do bairro.

A Administração recebeu uma doação de cerca de 15 mil bloquetes de cimento, uma carga repassada pela Novacap e Administração do Lago Norte. Sem mão de obra, uma conversa firmou a parceria. “Tínhamos esses bloquetes em nossa sede. E identificamos onde havia maior demanda da comunidade e onde o material seria adequado. Deu muito certo e penso que o pessoal dá muito valor a essa conquista, que é dos moradores e também do governo”, pontua o administrador Antônio de Pádua.

Em João Cândido, duas ruas e uma passagem entre as casas foram reformadas. A situação das ruas era precária, com poeira e buracos. Geovani Pedroso, antigo morador, já havia levado várias reclamações à administração regional e mobilizou os moradores. Quando chovia, a lama tomava conta do local. “Havia muitos anos que a gente pedia um piso aqui. Na época da secura, é a poeira. Nas chuvas, eram poças cada vez maiores. Já caí aqui com meu filho”, conta Renato Silva, 48.

Renato Silva:  “Fui no automático; é a porta das nossas casas, né?” | Foto: Joel Rodrigues /Agência Brasília

Servente de pedreiro e atualmente desempregado, Renato foi um dos cinco voluntários para o serviço. Reuniu o time e foi para a rua. “Fui no automático; é a porta de nossas casas né?”, explica.  A dona de casa Marina Mundin, 50, também não hesitou em ajudar e carregou bloquetes junto com os vizinhos. Feliz com o resultado, agradeceu o apoio da Administração Regional. “Eles nos ajudam muito, escutam a comunidade. Quando o caminhão com os ‘tijolos’ encostou aqui, foi uma alegria”, conta a senhora. Onze mil peças cobriram as três ruas, a maior delas com 25 metros de extensão.

Estacionamentos

Já os moradores do Jardim Botânico ganharam mais um estacionamento, além do que já está sendo feito na avenida principal. Uma área mista próxima ao Condomínio Mansões Serrana vai ter um espaço com 28 vagas e 75 metros de extensão.

Ali, os comerciantes souberam do material disponível e se organizaram para promover um rateio para contratar a mão-de-obra. Servidores da Administração passaram por lá antes. “A gente preparou todo o terreno, fez a terraplanagem, cercou o local. E o pessoal já iniciou o serviço no dia seguinte”, lembra o diretor de Obras do Jardim Botânico, Jorge Belo.

Rinaldi Carlucio, antigo morador | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

“Era uma poeira imensa quando os caminhões paravam para descarregar alguma mercadoria. Incomodava não só o comerciante, mas quem compra também. Estragava os alimentos, os produtos, sem falar na possibilidade de uma doença”, destaca um dos mais antigos moradores, Rinaldi Carlucio, há 25 anos no local. Rinaldi vai todo dia à obra, “supervisionar” o trabalho. A expectativa é que em cinco dias o estacionamento já esteja em uso.

Outra obra em fase de conclusão no Jardim Botânico é o estacionamento da avenida principal, uma ação do GDF Presente. A via mais movimentada da RA, com 1,1 km de comprimento, vai ter 240 vagas para veículos. A reforma entre os trechos 1 e 9 está adiantada e até meados de novembro será entregue à população. Vinte e cinco servidores da Novacap e da Administração trabalham no local.

CHEGOU A HORA DE VOTAR!

Eleições Online Conselhos Regionais de Cultura

Participe! A votação é totalmente online e gratuita!

O que você precisa ter para votar?

1) Você eleitor precisará ter um e-mail gmail para realizar o seu voto!

 

Se não tiver um, clique aqui e crie o seu: https://accounts.google.com/signup/v2/webcreateaccount?flowName=GlifWebSignIn&flowEntry=SignUp

 

2) Precisa ter mais de 18 anos na data de eleição para ser um (a) eleitor (a) e anexar a foto frente e verso do seu documento de identidade.

3) Ser brasileiro (a) nato ou pessoa naturalizada em nosso país.

4) Todos os eleitores deverão anexar uma comprovação de residência em seu nome.

 

O que você precisa saber antes de votar?

1) Você só poderá votar nos (as) candidatos (as) da região administrativa que você reside / tem empreendimento / comércio.

2) O voto é exercido por pessoa física com CPF.

3) Você terá de anexar uma foto / PDF / ou outro arquivo com a frente e verso do seu documento de identificação válido com foto.

4) Você terá de anexar comprovante de endereço residencial para que saibamos que você está votando nos(as) conselheiros(as) candidatos(as) da região que você faz parte da comunidade local. Não se preocupe! Se não conseguir imprimir, você pode escrever de próprio punho, observados os dispostos legais, fotografar e anexar a este formulário;

 

Importante: Caso não comprove moradia em seu nome, seu voto poderá ser anulado pelo CCDF.

 

5) Você eleitor(a) votará em até 9 candidatos(as) habilitados em sua região administrava:  para o segmento de liderança comunitária / segmento de arte e cultura inclusiva / segmento cultural. Não é necessário escolher candidatos em todos os segmentos de votação, você poderá votar apenas naqueles(as) que considere aptos(as) para exercer a função de Conselheiros (as) Regional (is) de Cultura.

 

Vote por aqui: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSetgeoK2pcqXkOVCDnrUDdLvkrdhv5bb0TMcnCttJTaQ2qDMw/viewform

 

Se ainda assim você tiver dúvidas, entre em contato  pelo e-mail: eleicoescrcdf@gmail.com

 

 

Veja os candidatos aptos do Jardim Botânico: 

 

 

 

A Secretaria da Mulher e a Secretaria de Governo, @segov_df ,continuam com a ação conjunta de distribuição máscaras e acolhimento à mulheres vítimas de violência nas feiras do Distrito Federal. 

A unidade móvel da SMDF está sendo usada para visitar feiras do DF e do Entorno, com a missão de abordar as mulheres e orientá-las sobre a importância do uso da máscara no combate ao coronavírus. Além disso, uma equipe de servidoras SMDF também estará à disposição para orientar e acolher as mulheres que precisarem de informações sobre como buscar ajuda em caso de violência doméstica.

📍As visitas acontecerão de quarta a domingo, do dia 17/09 até o dia 02/10.

📲Para saber mais sobre os projetos da SMDF em apoio à mulher vítima de violência, acesse nosso site. 

💻 www.mulher.df.gov.br

 

RAFAEL SECUNHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: RENATA LU

A comunidade do Jardim Botânico terá vagas de estacionamento de ponta a ponta em toda a avenida comercial | Foto: Divulgação

A avenida comercial do Jardim Botânico está de visual novo e logo estará pronta para atender uma demanda antiga dos moradores: 240 vagas de estacionamento por toda a via. O primeiro trecho da obra – cerca de 130 metros e 60 vagas – será liberado nesta sexta-feira (4). A entrega faz parte das comemorações do aniversário da região, que completa 16 anos, neste final de semana.

É mais uma ação do GDF Presente, que está diariamente nas ruas trazendo melhorias para a população do Distrito Federal. Na pista de 1,1 km de extensão, circulam cerca de 40 mil pessoas diariamente. Moradores e comerciantes locais cobram há quase duas décadas o estacionamento, que aliviará o tráfego de veículos e incrementará o comércio do Jardim Botânico.

“Vai melhorar muito pra gente que vive do comércio e também para os nossos clientes. O espaço era apertado demais, o pessoal reclamava da falta de vagas. Muita gente nem vinha até aqui pra não ter dor de cabeça. Agradeço ao Governo por ter tirado essa obra do papel ”, afirma Youssef Massuh, dono de uma loja de materiais de construção.

Os trabalhos são feitos pela Novacap, Administração Regional e o DER. Os trechos 7 e 8, e parte do 6, estão praticamente concluídos com o asfalto aplicado em todas as vagas. A partir desta quinta-feira (3), o DER inicia a pintura e a sinalização dos espaços. Até o próximo dia 25, as equipes do GDF Presente esperam concluir toda a reforma.

“Aqui o problema era crônico. As pessoas vinham comprar alguma coisa e paravam no canteiro, ao longo do meio-fio. Agora, tudo mudou. A comunidade está radiante e os comerciantes, empolgados com o resultado da obra”, conta o administrador regional, Antonio de Pádua. Segundo ele, todas as árvores da região que ocupavam o canteiro da avenida estão sendo preservadas.

Vinte e cinco servidores da Novacap e da Administração estão juntos na empreitada, de segunda à sexta feira. “Vamos colocar as vagas na avenida de ponta a ponta. Dar conforto aos moradores e também resgatar o comércio, visto que muita gente deixava de ir até a comercial por causa do transtorno. Dia de sábado era impraticável transitar na comercial”, revela o diretor de obras da administração, Jorge Belo.

Cuidado com os monumentos

No Plano Piloto, as equipes do Polo Central Adjacente 1 dão atenção especial aos monumentos da capital. Depois do Museu Nacional, hoje foi feita a lavagem geral do teto e da cúpula do Teatro Nacional. Ponto cultural histórico da capital, o teatro está fechado há seis anos e passa por um processo de revitalização e restauração das salas Martins Pena e Villa Lobos.

A equipe do GDF Presente fez hoje a lavagem geral do teto e da cúpula do Teatro Nacional|Foto: Divulgação

Na Asa Norte, entre as quadras 708 e 913, a missão foi a recuperação de bocas de lobo e recolhimento de entulhos. Trinta e duas caixas de águas pluviais foram limpas com a retirada de todo tipo de sujeira (terra, garrafas pet, latas, restos de construção, etc), além da troca de tampas danificadas.

Em Planaltina, no Núcleo Rural Córrego Arrozal, hoje foi dia de recuperação de canaletas e manilhas na “Rua da Igrejinha”. A região, localizada na BR 020, terá 28 km de estradas rurais totalmente reformadas e limpas até o final de setembro.

A comemoração dos 16 anos da nossa Região Administrativa está chegando! A Administração Regional, em parceria com comerciantes e empresários da região preparou uma programação recheada de coisa boa. 

As comemorações serão solidárias e uma parte das doações arrecadadas será encaminhada para as famílias em situação de vulnerabilidade social da região do Jardim Botânico e a outra será destinada para o espaço de acolhimento da população de rua no Autódromo Nelson Piquet. 

‌Para começar, no sábado (5/09), das 8h às 12h, em vários pontos da região haverá recebimento de doações de 2 litros de leite por pessoa. E, em agradecimento, será entregue um pedaço de bolo aos participantes. A ação será no sistema drive-thru.

‌Onde encontrar as tendas solidárias: 

– Tororó:  tenda em frente à padaria Seleta;
– Avenida Comercial: tenda ao lado da Clínica Veterinária ANIMAX;
– Avenida do Sol: tenda Supermercado BelaVia;
-Avenida Comercial: tenda no estacionamento em frente a padaria Doce Pão;
-Altiplano Leste: tenda em frente ao mercado 3 irmãos;
-Jardim Botânico 3: tenda em frente ao prédio da Administração Regional.

E a noite, das 18h às 22h30, para encerrar as comemorações, haverá o show da Escola de Samba UJB e Cine Drive-inn no Estacionamento da Administração Regional. 

Em cumprimento as normas de segurança adotadas no combate ao Coronavírus, o evento terá limite de 100 veículos com o máximo de 4 pessoas por carro. 

Para tanto, os vouchers serão disponibilizados na Administração Regional, mediante doação de uma cesta básica por carro e um brinquedo ou livro infantil novo ou usado em bom estado de conservação por pessoa que estará no veículo. As doações poderão ser feitas até dia 04 de setembro, sexta-feira,  até às 17h ou enquanto não atingir o limite máximo das vagas. 

O Administrador Regional do Jardim Botânico, Pádua, convida a todos para participar! “Nossa comunidade é muito unida e atenciosa, com a colaboração de todos conseguiremos assistir o máximo de pessoas carentes da nossa região", ressalta Pádua.

 Hoje inicia a Campanha Vem Brincar Comigo 2020, idealizada pela primeira-dama, Sra. Mayara Noronha, por meio da Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância, com apoio da Secretaria de Governo e demais órgãos. A ação visa recolher livros infantis e brinquedos para serem entregues as crianças carentes das regiões. 

A Administração do Jardim Botânico é um ponto de coleta, mas caso prefira vamos até você buscar as doações. Basta entrar em contato com estes números: 

-Gerente João do Lago – 99984 . 3300
– Assessora Anne-  99237. 9959

Participe e faça o dia de uma criança mais felz. 

Hoje pela manhã, com a presença do Secretário de Relações Institucionais,Vitor Paulo, a Deputada Distrital, Julia Lucy e o Administrador Regional, Pádua,  a diretoria da Associação dos Micro e Pequenos Empresários do Jardim Botânico tomou posse. 

O Secretário, Vitor Paulo, lembrou da representatividade dos Pequenos e Micro Empresários para a economia da cidade  "Muito respeito por vocês que empreendem, geram emprego e renda. Este Governo quer desburocratizar e criar condições para que exerçam as atividades dentre da legalidade e com qualidade", ressaltou. 

O Administrador, Pádua, lembrou que a Administração está de portas abertas para atender as demandas da classe. "Estamos criando condições para que a região atenda da melhor maneira possível as necessidades que estes empresários possuem". 

 

Agosto se inicia e um tema de extrema relevância entra em pauta, aleitamento materno. Para conscientizar sobre a necessidade da amamentação foi criado o Agosto Dourado. Assim, as ações de saúde neste mês se voltam para a importância desse alimento que ajuda no desenvolvimento dos bebês e crianças.

O movimento foi criado para alertar a população sobre o tema, mobilizando a todos. Assuntos relacionados a abordagem também são discutidos nas ações, como por exemplo, a doação de leite materno. O banco de leite, para os bebês que por algum motivo não podem ser amamentados pela mãe, torna-se a esperança de receber este alimento cheio de nutrientes.  
 
Segundo dados do Ministério da Saúde, um litro de leite materno doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia, dependendo do tamanho do bebê. O DF possui 14 bancos de leite humano e sempre realizam campanhas sobre a necessidade das doações. Caso queira participar deste programa ou tirar dúvidas é só ligar no número 160, opção 4. Outra possibilidade é acessar o site Amamenta Brasília, onde é possível fazer o cadastro como doadora, obter informações e saber mais sobre o assunto.

 

 

Com várias obras finalizadas, o GDF Presente terminou a semana de ações no Jardim Botânico. Foram cinco dias dedicados a atender algumas demandas da população. Entre elas duas importantes ações foram realizadas para melhorar a mobilidade e o acesso a alguns bairros. No Condomínio Mansões Serranas, por exemplo, um trecho de 140 metros de estrada de terra recebeu oito caminhões de fresado de asfalto, que foi finalizado com rolo compactador e caminhão-pipa (este último para diminuir o nível de poeira no local). Já na região da Santa Prisca, os equipamentos do GDF Presente fizeram a terraplanagem e alargamento de três quilômetros da estrada de terra.

Também foram realizadas operações de limpeza, como na Avenida Comercial, com a retirada de oito caminhões de entulhos do terreno localizado atrás das floriculturas. “O GDF Presente é fundamental para dar agilidade a essas obras que demorariam mais tempo para serem concluídas. Um grande projeto do nosso governador”, elogia o administrador do Jardim Botânico, Antônio de Pádua. O GDF Presente também retirou lixos de outras áreas, como Jardins Mangueiral, Jardim Botânico III e Avenida do Sol.

Início da ação

O Presidente da Novacap, Fernando Leite e o responsável pelo Polo Leste, Junior Carvalho, participaram do lançamento do GDF Presente na região. Além de tratar sobre as ações a serem realizadas, também fizeram algumas vistorias nas demandas do bairro, entre elas, a finalização do estacionamento da avenida comercial.

Novas medidas para intensificar a segurança da poligonal do Jardim Botânico foram anunciadas hoje pelo Major Panisset.
Os moradores contarão agora com operações mais ostensivas afim de coibir ação de criminosos. Dentre os trabalhos estabelecidos estão:

– Criação da "rede vizinha" iniciando  pelo Altiplano Leste.

– Apoio de mais 6 viaturas, do batalhão da Papuda, para intensificar as rondas. A previsão é que seja iniciada no dia 1° de agosto.

– Rondas do Batalhão de choque e cavalaria seguindo o cronograma estabelecido pela Corporação.

O Sebrae/DF está disponibilizando consultorias online gratuitas no tema Estratégias para Vendas Online. O curso tem duração de 02 hs e é focado para o segmento de Economia Criativa. Serão atendidos prioritariamente os subsegmentos de artesanato, design, artes visuais, audiovisual e música.  

REGRAS PARA O ATENDIMENTO:

Serão atendidos micro e pequenos empresários que tenham CNPJ com os portes empresariais (MEI, ME ou EPP), os artesãos além do CNPJ podem ser atendidos pela Carteira Nacional do Artesão, emitidas pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal.

OBSERVAÇÃO: Aqueles que se inscreverem e não se encaixarem com as regras acima poderão não ser atendidos, por se tratar de uma ação especifica para os empresários do Distrito Federal.
Após a inscrição, receberão por e-mail as instruções de como fazer o agendamento com o consultor.

Inscrição pelo link: https://forms.gle/oS81CriePytTMSv27

O Administrador do Jardim Botânico, Antônio de Pádua, recebeu para uma manhã de visitas na região o Secretário de Segurança Pública, Anderson Torres e o Secretário de Relações Institucionais, Vitor Paulo. Iniciaram o encontro conhecendo as instalações da Administração Regional, em seguida, foram recebidos pela comunidade do Jardins Mangueiral onde visitaram o andamento das obras da Unidade Básica de Saúde (UBS). Finalizaram no Tororó, ouvindo da comunidade algumas demandas prioritárias no bairro. 

O Administrador Regional do Jardim Botânico, Antônio de Pádua, recebeu o Presidente da Novacap, Fernando Leite e o responsável pelo Polo Leste, Junior Carvalho, para o lançamento de mais uma etapa do GDF Presente na região. Além de tratar sobre as ações que serão realizadas, também fizeram algumas vistorias nas demandas do bairro, entre elas, a finalização do estacionamento da avenida comercial.

O GDF Presente realizará durante toda a semana intervenções em alguns locais do Jardim Botânico. Serão feitos serviços como terraplanagem na área rural, limpeza nas áreas urbanas, além de pavimentação e operações de tapa-buraco nas vias.


 

*Fonte: Secretaria de Cultura


 O Conselho de Cultura do Distrito Federal (CCDF) convoca eleições para a escolha de Conselheiros Regionais para o triênio 2021/2024. O edital foi publicado nesta sexta-feira (17), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec). O certame prevê que as inscrições e o processo de seleção para o Colegiado sejam feitos de modo on-line.

 

O edital foi motivado pela obrigatoriedade da realização das eleições neste ano, conforme determina a Lei Orgânica do Distrito Federal (LOC). Diante disso, devido às limitações impostas pela pandemia, os membros do CCDF se mobilizaram para que o processo seja dinâmico e simplificado, desde os recursos até as habilitações dos candidatos selecionados.

 

PREMISSAS DA LOC

 

Com período de inscrições que se estende até 17 de agosto, o processo, deliberado junto ao CCDF, foi especialmente desenvolvido para atendimento às premissas de participação social, cumprindo os princípios jurídicos e administrativos exigidos pela LOC. Nesse sentido, o Conselho de Cultura atuou em esforço para que os agentes culturais de todas as Regiões Administrativas do DF possam participar do processo de seleção do novo Colegiado, propondo, assim, a formulação de novas políticas públicas para o setor.

 

Presidente do Conselho de Cultura do DF, Wellington Abreu, defende que todas as Regiões Administrativas do Distrito Federal precisam ser envolvidas no processo, principalmente para promover a força dos multiplicadores de informação e sensibilizar os artistas que têm perfil e interesse em se candidatar à função de Conselheiro Regional de Cultura. “Chegou a hora de definir quem fala, delibera, defende e luta pela identidade cultural da sua região no Sistema de Arte e Cultura do DF, em um formato inédito e de construção coletiva”, completou.

 

QUEM PODE PARTICIPAR?

 

O Colegiado é composto por nove membros, em que oito são representantes da sociedade civil com atuação na área cultural e um que atue como líder comunitário de cultura. Para concorrer às vagas, os interessados precisam comprovar atuação por meio da apresentação de currículo e portfólio.

 

Não poderão se inscrever agentes culturais que exerçam cargos efetivos ou de livre nomeação e exoneração na Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, ou em qualquer Administração Regional do Distrito Federal. Também está impedido de participar o servidor ocupante de cargo de livre nomeação e exoneração em gabinetes parlamentares e de lideranças partidárias.

 

As eleições serão realizadas pela internet e estão previstas para ocorrer entre os dias 21 de setembro a 2 de outubro de 2020, nas Regiões e Macrorregiões Administrativas.

 

Leia mais sobre a eleição dos conselheiros regionais de Cultura do Distrito Federalna página do Conselho de Cultura do DF http://www.cultura.df.gov.br/conselho-de-cultura/.

 

A campanha "Agasalho Solidário" idealizada pela primeira-dama e Secretaria de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha, foi um sucesso no Jardim Botânico. Foram arrecadados mais de 500 ítens entre roupas, agasalhos, sapatos, livros e brinquedos. Ao todo 45 famílias moradoras dos bairros João Cândido, Nova Betânia e São Gabriel que vivem em situação de extrema vulnerabilidade foram contempladas com as doações feitas pela comunidade.
O Administrador do Jardim Botânico, Antônio de Pádua, participou da ação de entrega das doações. "Ações como esta são de extrema importância. Hoje, temos famílias muito carentes e qualquer doação ajudará a minimizar os problemas que elas têm passado. Agradecemos o empenho dos síndicos e da comunidade para que este projeto fosse um sucesso. Fundamental a participação de todos", ressaltou Pádua.
A campanha para arrecadação de cestas básica continua. Quem quiser doar pode procurar a Administração Regional do Jardim Botânico.

  

O Administrador Regional do Jardim Botânico, Antônio de Pádua, participou ontem de reuniões  virtuais com síndicos e moradores dos condomínios do Jardins Mangueiral. Durante os encontros, Pádua afirmou que os trabalhos serão realizados em conjunto com a comunidade e lembrou que uma gestão de sucesso se faz com união. Algumas demandas foram colocadas em pauta, tais como o funcionamento irregular de alguns comércios, necessidade de roçagem e aceiro em alguns locais, ampliação das linhas de ônibus, entre outras.

A instalação de equipamentos públicos para atender a comunidade também foi abordada durante a reunião. Pádua lembrou o empenho do Secretário de Relações Institucionais, Vítor Paulo, através de reuniões com a Secretaria de Educação, FNDE, Secretaria da Saúde, entre outros órgãos, para garantir a viabilidade de liberação de recursos e construção da UBS (obras já iniciadas) e escolas (processos em andamento) que serão construídas no Jardim Mangueiral. 

O Administrador parabenizou os síndicos pela organização da região e disse que é um exemplo para o Distrito Federal. "Jardins Mangueiral tem uma das comunidades mais organizadas e atuantes. Características fundamentais para que a região continue avançando em todos os aspectos. Ressalto o carinho que nosso Governador, Ibaneis Rocha, tem por esta região. Com muito empenho e trabalho vamos garantir a todos a qualidade de vida que merecem", completou Pádua. 

O Centro de Práticas Sustentáveis (CPS), na região administrativa do Jardim Botânico, funcionará como um ponto de testagem para a Covid – 19. Os exames serão realizados em sistema de DRIVE-THRU do dia 15 ao dia 19 de junho, das 8h às 17h. 

– Lembre- se que para ser atendido é necessário realizar o cadastro e agendamento no site: www.teste.df.gov.br.
 


Começou mais uma semana  de palestras e oficinas do Sebrae- DF. Confira a programação do "Movimento do MEI" e participe:

– 01/06 Segunda

9h às 18h Oficina: Descomplica Formalização do MEI

15h Palestra Controles financeiros para o MEI

-02/06 Terça

9h às 18h Oficina: Descomplica MEI

15h Palestra: Como utilizar o Instagram para Marketing e Vendas

17h Websérie de Marketing Digital: Como criar textos e fotos atrativas .

-03/06 Quarta

9h às 18h Oficina: Oficina – Descomplica Whatsapp Business

15h Palestra: Benefícios de ser MEI – Já sou MEI, quais as vantagens e quais são as minhas obrigações?

17h Websérie de Marketing Digital: Como consigo fazer um anúncio pago?

-04/06 Quinta

9h às 18h Oficina: Descomplicando o Instagram

15h Palestra: Como gerenciar a empresa MEI e suas inúmeras tarefas do dia a dia

17h Websérie de Marketing Digital: Como fazer vídeos pelo celular .

– 05/06 Sexta

17h Websérie de Marketing Digital: Como ser encontrado na pesquisa do Google? (Google meu negócio) .

Acesse: www.df.sebrae.com.br ( e participe.
 

"Finalmente temos um Governo e uma Administração Regional que têm olhado para a população", comemora o morador e comerciante do Itaipú, Torres, ao se referir as construções de calçadas em vários pontos da Região Administrativa do Jardim Botânico. Uma reivindicação que se estendia por mais de 20 anos e que agora está sendo concretizada, por meio de emenda parlamentar, no valor de R$ 500 mil, do deputado distrital, Rafael Prudente.

O Administrador Regional do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio, conta que a população colocava a construção das calçadas entre as obras prioritárias para a região. "As pessoas temiam pela falta de segurança ao ter que dividir a pista com os veículos. Em quase todas as reuniões com a comunidade, o pedido por calçadas era feito. Após reuniões, conseguimos a verba e as obras foram iniciadas em janeiro deste ano", explica Lóssio.

Já foram construídos aproximadamente 13mil m2. Sendo que as obras foram dividas por etapas. No primeiro trecho, na Avenida do Sol, foram construídas calçadas em frente ao condomínio Quintas do Sol até o condomínio Ouro Vermelho I. No segundo, as obras foram realizadas no entrocamento da Avenida do Sol com a Estrada do Sol, próximo ao condomínio Quintas Interlagos até o Condomínio Ouro Vermelho II. Já na terceira etapa, as obras foram realizadas próximo a Igreja Santa Clara até o Giraffas, na Avenida Comercial. O quarto trecho contemplou o balão do condomínio Solar de Brasília I até a calçada da DF 001.

Agora, a Adminsitração Regional está realizando estudos para que as calçadas também sejam implantadas em mais localidades, principalmente nas regiões que passaram a fazer parte da Nova Poligonal do Jardim Botânico. "Novos projetos estão sendo realizados, para que possamos buscar mais recurso para dar continuidade a urbanização da nossa região", ressaltou Lóssio. 

Uma nova dinâmica social foi imposta pelo coronavírus. Mais do que nunca, é muito importante se cuidar e cuidar de quem está ao nosso lado. Por isso, valorize o comércio do seu bairro. Compre do Pequeno. 

O Sebrae no Distrito Federal já produziu algumas versões do catálogo em vários segmentos e terão atualização periódica, com micro e pequenas empresas da nossa região que estão entregando em casa ou ofertando serviços.

O envio dos dados é optativo e o SEBRAE no Distrito Federal fará a curadoria para que a empresa possa participar dos catálogos temáticos das empresas do Distrito Federal, com atualizações periódicas. 

Para eventuais dúvidas entre em contato com os gestores do SEBRAE:

Rodrigo – 61 9 9275-17915 (Alimentos & Bebidas)
Leonardo – 61 9 9223-7189 (Alimentos & Bebidas)
Débora – 61 9 8204-4947 (Gastronomia, Confeitaria e Panificação)
Kátia – 61 9 8104-0990 (Flores e Plantas)
Juliana Mota (61) 98557 3635 (Economia Criativa e Artesanato)                                                                                        Para acesso ao formulário de inscrição de Economia Criativa, acesse o link: https://forms.gle/NcwfRqCarGa1sXut6

Em função dos impactos da pandemia do Covid-19, o Comitê Gestor do Simples Nacional, através da Resolução CGSN Nº 152, de 18 de março de 2020, prorrogou as datas de vencimento do DAS do Microempreendedor Individual – MEI dos próximos três meses.

De acordo com a resolução, o vencimento do DAS poderá ser prorrogado da seguinte forma:

 

Período de Apuração Vencimento Original Novo Vencimento

Março/2020 20/04/2020 20/10/2020

Abril/2020 20/05/2020 20/11/2020

Maio/20200 22/06/2020 21/12/2020

 

A liberação para a construção da Unidade Básica de Saúde do Jardins Mangueiral foi publicada no dia 16 de abril no Diário Oficial do DF. A Unidade será construída na Praça de Atividade 02. 

O administrador regional do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio, lembra que esta é uma demanda antiga da comunidade. "Nas reuniões que tivemos com a população da região, vimos o quanto a construção desta UBS é importante. Agora, com a nova poligonal, nossa região aumentou e cada vez mais os equipamentos públicos se fazem necessários. Esta UBS é uma grande vitória para nossa região", ressaltou Lóssio.

Olá empresário, não se sinta sozinho neste momento de crise: O Sebrae/DF está junto com você nessa jornada! 

Chegou a ajuda que sua empresa precisa em um cenário que você não esperava. A hora de agir é agora e a nossa missão é te apoiar! 

Venha participar de nossa consultoria e receba ferramentas e soluções práticas que são 100% gratuitas para contornarmos juntos esse momento. 

Consultoria online: EQUILIBRE O SEU FLUXO DE CAIXA, com até 2h de duração, EXCLUSIVAS e GRATUITAS, com especialistas da área de Finanças para atuar junto com você, com ações práticas para a sua empresa.

Tá esperando o quê? Faça seu agendamento no site: https://www.lojasebraedf.com.br/agendeatendimento

Na quarta-feira (4), o Administrador Regional do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio, se reuniu com os comerciantes do Polo Verde e Artesanato para informar que a Administração já iniciou o processo de regularização do setor. O processo passará por três etapas (fundiária, ambiental e urbanística) para que a legalidade seja conquistada. 

A primeira etapa – fundiária- deverá ser feita por meio de Lei Complementar. Após o estudo do processo, o Governo  mandará a LC para a Câmara Legislativa do DF, para que os parlamentares possam apreciar a matéria. "O Governador, Ibaneis Rocha, pediu empenho de todos os órgãos para que os proprietários dos 43 estabelecimentos comerciais tenham seu espaço regularizado o mais breve possível. Nosso Governador sabe da importânicis deste comércio para região", ressaltou o Administrador do JB, João Carlos Lóssio. 

A Administração Regional já se reuniu com vários órgãos do Governo, como Secretaria de Governo, Terracap, Ibram, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Seduh, para tratar sobre o assunto. "Estamos todos unidos para que este processo seja agilizado, afinal os empresários do local esperam há 22 anos pela regularização", lembrou Lóssio. 

A viabilidade da licença de funcionamento para que os comerciantes possam regularizar a situação das empresas também está sendo discutida. Além disso, a Administração está em tratativa com o DER para negociar a regularização da ocupação do local por meio de uma permissão de uso, onde os comerciantes deverão pagar o preço público para utilização do local.

ANA LUIZA VINHOTE, DA AGÊNCIA BRASÍLIA 

A avenida comercial do Jardim Botânico ganhará 256 estacionamentos. Demanda de mais 30 anos de moradores e comerciantes locais, a obra começou nesta quarta-feira (19) nos trechos 8 e 9, com previsão de entrega em março. Em seguida será a vez de outros trechos. A ação do governo vai beneficiar cerca de 60 mil pessoas que transitam pelo local. O investimento será de R$ 143.744,75. 

O administrador do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio, explica que, por não ter vagas, muitas vezes os motoristas estacionam em lugares irregulares. “Isso gerava um transtorno no local, aumentava o congestionamento no trânsito e os condutores acabavam sendo multados”, ressalta. 

A ação é uma parceria da administração da cidade com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e com o projeto Mãos Dadas pela Cidadania, da Secretaria de Segurança Pública. São três máquinas da administração e 25 reeducandos, que estão produzindo os bloquetes e vão participar da obra.  

 

* Fonte: Terracap

 

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) publicou, nesta segunda-feira, 3 de fevereiro, o Edital de Venda Direta para moradores de imóveis do condomínio Ville de Montagne, localizado no Setor Habitacional São Bartolomeu. A regularização fundiária contempla 24 lotes residenciais unifamiliares. Os ocupantes têm 30 dias corridos para entregar a proposta de compra do terreno junto à Terracap.

O Ville de Montagne foi a primeira área do DF com ocupações irregulares a ser contemplada pela modalidade Venda Direta, que permite ao morador exercer o direito de compra do terreno em que reside. O primeiro edital foi lançado ainda em 2017 e incluiu 956 imóveis do condomínio. À época, a adesão ao programa foi de 95%. Outro edital foi lançado em 2018, com os terrenos remanescentes.

“Esses 24 lotes não foram regularizados nos dois primeiros chamamentos, porque os próprios ocupantes não apresentaram proposta de compra junto à Terracap”, explica o diretor de Comercialização da Terracap, Júlio César Reis. Ele reitera que “esta é uma oportunidade para que o morador possa regularizar o lote, de forma segura, definitiva, vivendo em paz e valorizando seu patrimônio".

Para que a Terracap identifique os ocupantes dos lotes, os moradores precisam fazer um cadastramento prévio, etapa obrigatória para o processo de regularização. Todo o procedimento é online. O cadastro pode ser feito pelo site da empresa (www.terracap.gov.br) ou pelo aplicativo para dispositivos móveis, disponível nas plataformas Android e iOS. Basta acessar as lojas App Store ou Play Store, buscar pelo nome “Terracap” e baixar o app.

Em seguida, as famílias devem comparecer ao edifício-sede da Terracap para entregar a proposta de compra e dar prosseguimento ao processo de aquisição do imóvel.

Pessoas que adquiriram seus imóveis em áreas irregulares após 22 de dezembro de 2016 poderão aderir ao programa de Venda Direta. O único pré-requisito, neste caso, é que o imóvel já tenha sido edificado e ocupado até aquela data.

O preço médio para lotes de 800 m² é de R$ 210 mil. O valor final de venda já leva em consideração a dedução da infraestrutura feita pelos residentes do Ville de Montagne, bem como a valorização decorrente desta implantação – cerca de 42% a 48% do valor de mercado do imóvel. O edital com os lotes contemplados, contendo endereço, metragem e valores, já está disponível para download no site da Terracap.

Condições de pagamento

As famílias que optarem pelo pagamento à vista terão 25% de desconto no valor de venda do imóvel. Atualmente, instituições financeiras, como o BRB e a Poupex, oferecem linhas de crédito específicas para financiar imóveis oriundos da regularização fundiária. Assim, quem optar por tomar o recurso em uma dessas instituições, pagará a prazo para a banco, mas integralmente e com abatimento à Terracap.

Entradas acima de 5% também darão ao comprador direito a descontos escalonados. Para os interessados em parcelar o financiamento dos terrenos pela Terracap, o prazo máximo é de 240 meses.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone: (61) 3350-2222 ou por meio do e-mail sac@terracap.df.gov.br.

Suzana Leite
Assessoria de Comunicação Social
Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
ascom@terracap.df.org.br


AGÊNCIA BRASÍLIA *

 

Decretos no Diário Oficial do DF (DODF) desta segunda-feira (20) aprovam projetos urbanísticos de áreas no Jardim Botânico, no Setor Habitacional Tororó e em Arapoanga, Planaltina. Somadas as três áreas, são 14.493 lotes trazidos à legalidade e pelo Governo do Distrito Federal.

Os projetos urbanísticos se referem às seguintes regiões:

– Arapoanga, Etapa 3 – Quadras 3 e 4, em Planaltina;

– Belvedere Green, no Jardim Botânico;

– Estância Del Rey, no Setor Habitacional Tororó.

Com a publicação dos decretos, os responsáveis pelos projetos podem, agora, dar entrada ao pedido de registro dos terrenos em cartório. No caso do Estância Del Rey, trata-se de uma republicação de decreto em função do fim do prazo de 180 dias para que o responsável faça o registro. Em todas as situações, os proprietários são particulares.

Os decretos abrem caminho para, uma vez feito o registro dos lotes, implementar a infraestrutura nas áreas.

A análise de processos dessa natureza vem se tornando mais ágil com as mudanças praticadas adas desde 2019. Segundo o subsecretário de Parcelamentos e Regularização Fundiária (Supar), Marcelo Vaz,  a iniciativa é uma demonstração clara dos resultados alcançados com a criação desse órgão específico, o que garante melhor gestão dos procedimentos administrativos e do corpo técnico.

Desde o início da gestão do governo Ibaneis Rocha, foram aprovados quatro decretos de projetos urbanísticos de regularização fundiária. Também foram aprovados dois novos parcelamentos de solo, de modo a ampliar a oferta de moradia regular no território.

Por fim, outros dois parcelamentos tiveram o decreto de aprovação republicados, em 2019, em função do término do prazo para registro cartorial.

O andamento dos processos pode ser acompanhado por meio do Portal da Regularização, criado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh). A ferramenta permite a consulta online sobre as etapas dos processos de regularização fundiária no Distrito Federal.

Abrangência dos projetos urbanísticos aprovados

 

Arapoanga Etapa 3 – Quadras 3 e 4

População estimada: 3.366 pessoas

Quantidade de lotes: 828

Belvedere Green

População estimada: 1.854 pessoas

Quantidade de lotes: 567

Estância Del Rey

População estimada: 326 pessoas

Quantidade de lotes: 98

* Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh)

 

ADMINISTRAÇÃO DO JARDIM BOTÂNICO E A ESCOLA DE SAMBA DA REGIÃO PROMOVEM CARNAVAL 


Podem se preparar porque já é Carnaval no Jardim Botânico! A Administração Regional está organizando uma grande folia no domingo (02/02), das 13h às 19 h, na Feira do Produtor. A primeira escola de samba do bairro, a Associação Recreativa Cultural Unidos do Jardim Botânico (UJB), fará uma apresentação com o enredo sobre os 60 anos de Brasília.

O desfile do Mestre-Sala, Porta Bandeira, Rainha de Bateria, Musas, Passistas, Ala das Baianas e Carro Abre-Alas será ao som da 'Mais Bela e Magnífica Bateria’. Haverá também um Trio Elétrico,  com músicos e intérpretes, que vai puxar o samba oficial da Escola, acompanhado pela Ala da Pipoca. E, para encerrar o desfile, o Trenzinho “Expresso do Cerrado” passará com dois vagões, seguido pela Ala da ‘Velha Guarda e das Crianças’.

Data: 02 de Fevereiro (domingo)
Horário: 13h às 19h
Local: Feira do Produtor

Com a parceria do Condomínio Solar de Brasília, foram iniciadas as instalações dos meios- fios na alça de acesso a DF 001, próximo ao balão da ESAF. 
Mais um ganho para a região! 

 

 

Uma das maiores conquistas da comunidade do Jardim Botânico foi publicada, nesta segunda-feira (23), no Diário Oficial do DF. A Lei Complementar n° 958 que redefine as novas poligonais das Regiões Administrativas do Distrito Federal, agora, passa a valer! 

Com a mudança, a RA do Jardim Botânico abrange o Tororó, Barrreiros I e II , o Jardins Mangueiral, os condomínios do Altiplano Leste e São Bartolomeu,  Complexo Penitenciário da Papuda, Reserva Ecológica do IBGE além do Parque Ecologico do Jardim Botânico. Juntas estas regiões somam uma população de mais de 100 mil pessoas. 

Com esta segurança jurídica, será possível destinar equipamentos públicos como escolas, delegacias e hospitais para as regiões. O Administrador do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio, definiu como histórica esta conquista e ressaltou a importância que esta aprovação tem para a comunidade. "A população passa a ter segurança jurídica. Uma aprovação muito aguardada e recebida com muita felicidade por todos", completou Lóssio.

O Administrador do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio, reuniu-se com a Comunidade, com o Subcomandante da PM, Major Panisset, com o Delegado da 30 DP, Dr. Bruno e com o Presidente do Conseg, Sr. Livino.


Na ocasião, foram discutidas soluções para tratar a respeito do uso inadequado do Parque Vivencial por freqüentadores que estão constantemente perturbando o sossego alheio até altas horas da madrugada. 


A comunidade relatou diversas situações, dentre elas, o uso de som alto em horários proibidos e até mesmo o consumo e o tráfico de drogas. 


O Subcomandante da PM, juntamente com o Delegado da 30 DP, se comprometeram em realizar ações para sanar o problema. Ontem mesmo ocorreu uma operação na região que resultou em apreensões de veículos e prisões . Os mesmos, garantiram realizar frequentemente esta operação, a fim de cessar a perturbação e o mal uso do espaço público.

As Administrações Regionais do Jardim Botânico e São Sebastião, por meio do programa do GDF "Nosso Natal", vão realizar uma comemoração de Natal muito especial para a comunidade. 

No dia 21 de Dezembro, das 9h às 15h, no restaurante comunitário de São Sebastião será servida uma uma ceia de Natal por apenas R$ 1,00. Além disso, várias atrações e atendimentos para a população foram organizadas:

– Cama elástica para as crianças 
– Brinquedos infláveis
– Chegada do Papai Noel
– Teatro de fantoche, shows infantis, animais empalhados
– Atendimento do Centro Clínico do Jardim Botânico

E muito mais… 


O programa "Nosso Natal" foi idealizado pela  primeira-dama do Distrito Federal, Sra. Mayara Noronha, com o apoio da Secretaria Executiva das Cidades e das Administrações Regionais. A ideia é que todos tenham uma comemoração de Natal muito especial!

 

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO JARDIM BOTÂNICO

Diretoria de Desenvolvimento e Ordenamento Territorial

Gerência de Gestão do Território

 

Resultado do Chamamento Público para Ambulantes no Jardim Botânico

 

A Administração Regional do Jardim Botânico do Distrito Federal, visando à distribuição e regularização de ambulantes interessados em atuar área desta RA-XVII, conforme Art. 3 do EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 06, DE  24 DE OUTUBRO DE  2019 – CHAMAMENTO PÚBLICO PARA AMBULANTES, torna público o resultado dos contemplados que atenderam as determinações previstas na Lei nº 6.190/2018 e no Decreto nº 39.769/2019, para autorização de ambulantes.

O prazo para recurso ou impugnação será nos dias 09 e 10/12/2019, em requerimento no protocolo da Administração – RAXVII.

 

 

01- 

DIOGO PANIAGUA TEIXEIRA SILVA

PARQUE VIVENCIAL JARDIM BOTÂNICO III

155305 – 474836

CHURRASCO, CALDOS, PORÇÕES

02 – 

MARIA ANTONIA DA SILVA

ESTACIONAMENTO CAPITAL TELHAS

155250 –  474920

CAFÉ DA MANHÃ

03- 

KÁTIA RODRIGUES LEMOS

ESTACIONAMENTO MERCADO SEMPRE BOM

155217 – 474919

VENDAS SACO DE LIXO E PANO DE CHÃO

04 –

HAMILTON SANTOS JUNIOR

FINAL DA AV. DO SOL ENTRE CONDOMÍNIOS BELVEDERE E VERDE

155211 – 474538

CHURRASQUINHO

05 –

GERALDO PEREIRA DE ALMEIDA

PRÓXIMO AO SUPER ADEGA

155331 – 474748

ALIMENTAÇÃO

06 –

THAYLINE ADRIELE JULIANE DA SILVA

PARQUE VIVENCIAL JARDIM BOTÂNICO III

155315 – 474832

PASTEL ARTESANAL 

 

 

Com muita honra a Administração Regionaldo Jardim Botânico foi uma das RAs agraciadas pela Controladoria-Geral do DF com o prêmio "100% Índice de Transparência Ativa 2019". A premiaçâo foi criada para ranquear as instituições que mais se destacaram na publicação espontânea de informações de transparência ativa, em cumprimento à Lei de Acesso à Informação (LAI). Em 2018, a RA ocupava a 70° posição do ranking, registrando apenas 28%. 

Para o Administrador Regional do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio, este é um momento muito significativo para a Administração Regional. "É ter a certeza que estamos trabalhando alinhados com os ideais do nosso Governador, Ibaneis Rocha, que sempre ressalta a importância de servirmos e atendermos a comunidade. E, garantir a transparência em nossas ações faz parte deste vitorioso projeto de governo", ressaltou Lóssio. 

Para atingir a meta, órgãos e entidades do DF devem divulgar nos respectivos portais da internet informações de interesse coletivo, como endereço e formas de contatos telefônico ou eletrônico, além de informações de caráter institucional relacionadas a despesas, contratos, convênios, licitações e servidores.

 

O Administrador do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio, juntamente a Presidente do MCJB, Rose Marques, a Presidente da Aetor, Maria José, a Presidente da AAJM, Eleândra Martins, os representantes do Altiplano Leste, Antônio Barra e Livino Silva (também Presidente do Conseg JB), entre outros, estiveram na CLDF, durante a reunião de líderes, para tratar sobre a votação do Projeto de Lei Complementar 19/2019 que define os limites físicos das Regiões Administrativas do DF e propõe uma atualização nas demarcações de todas as RA´s.

Durante a reunião, os parlamentares definiram que terça-feira esta questão será apreciada na Comissão de Assuntos Fundiários (CAF) e na quarta-feira seguirá ao Plenário da Casa para que seja votada. "Esta é uma grande conquista para a comunidade que há anos espera pela definição da nova poligonal. Com muito empenho nosso Governador, Ibaneis Rocha, e toda equipe de governo trabalhou para que este projeto saísse do papel", ressaltou Lóssio.

Com esta definição, mais de 100 mil moradores da região serão beneficiados, tendo em vista que com as poligonais estabelecidas será possível dar mais agilidade a destinação de equipamentos públicos (escolas, hospitais, delegacias, entre outros) para atender com mais precisão as demandas das regiões. Com a aprovação, o Jardim Botânico abrangerá também o Tororó, Jardins Mangueiral e os condomínios do Altiplano Leste.
 

Administração Regional do Jardim Botânico, Detran- DF e comunidade se reuniram para debater a mobilidade em diversos locais da região, tais como DF-001, Jardins Mangueiral e, principalmente, Avenida do Sol. Soluções para o engarrafamento, melhorias na segurança do trânsito, entre outros, foram avaliadas durante o encontro.

A ideia é que o Governo trabalhe em parceria com a comunidade. Para tanto, será organizado um grupo de trabalho com representantes do Detran, Administração Regional e comunidade com o foco de estudar melhorias viáveis para o trânsito do Jardim Botânico. O Administrador Regional, João Carlos Lóssio, também explica que, agora, será realizada uma reunião semelhante com o DER, afim de tratar das rodovias pertencentes ao órgão.



Uma das ações do Programa Todos Contra a Dengue no DF terá início nesta terça-feira (26) na Região Administrativa do Jardim Botânico. Nesta etapa, a Administração Regional, a Vigilância Ambiental e o SLU realizarão o recolhimento de materiais inservíveis dos locais mapeados como mais vulneráveis ao aparecimento do Aedes Aegypti. 



 



Veja a tabela com os locais e as datas. Separe os materiais para que sejam recolhidos: 

 

* DANIELA BRITO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

 

Há mais de 20 anos, acidentes na Avenida do Sol, no Jardim Botânico, já eram algo rotineiro para os moradores. Diante da situação, o GDF Presente, em parceria com a administração regional, o Departamento de Transito (Detran-DF), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), deu solução ao problema. Uma rotatória e dois novos quebra-molas foram construídos no local, o que melhorou as condições de mobilidade ao mesmo tempo em que aumentou a segurança a quem passa por lá.

 

Para a execução da obra foram realizados estudos de raio de giro e topografia, que verificou qual seria a melhor opção. Ficou definida justamente a colocação de uma rotatória e dois quebra-molas, um em cada sentido da pista, para que o motorista já reduza a velocidade antes mesmo de chegar ao balão. Tudo isso com o objetivo de evitar qualquer tipo de acidente.

A construção dos quebra-molas e da rotatória foi, como é praxe nas intervenções do programa, realizado em equipe. O GDF Presente entrou com as máquinas, o DER cedeu 20 toneladas de massas asfáltica, com um custo total de R$ 6,5 mil, e a Novacap entregou mais 20 toneladas do material, com o mesmo valor.

Já o Detran foi responsável pelos estudos de execução e pela pintura das novas estruturas. O serviço foi entregue totalmente pronto a população nesta segunda-feira (11).

O administrar do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio, diz que a obra também contou com a parceria de empresários. “Nós conseguimos que o proprietário da chácara ao lado concedesse um espaço de cerca de 200 metros quadrados para que pudéssemos alargar a pista e colocar o balão. O Condomínio Interlagos também vai recuar o muro para melhorar a visibilidade dos motoristas”, explica.

Quem vive por lá não esconde a satisfação em ver em execução um trabalho requisitado há anos. O procurador federal José Ferraz, 62, que mora há 15 anos na região, faz questão de fiscalizar a obra e seus custos.

“A obra tem uma validade muito forte, nós realmente precisávamos. Quero deixar um elogio ao governo pois percebe-se que estão lembrando e olhando com muito carinho para cá. Eu estou de olho em tudo e é muito importante sabermos sobre os valores da obra, para que a gente que vai usufruir saiba de tudo de forma clara”, afirma o morador.

Quem também ficou satisfeito com o trabalho é Moraes Santos, 72 anos, morador do Jardim Botânico há 18. “Esta obra demorou muito, aqui tem um trânsito intenso. Neste local não tinha nenhuma sinalização, já presenciamos vários acidentes. A equipe foi feliz em realizar esse trabalho para nós. Inclusive a colocação dos quebra-molas. As pessoas têm que entender que aqui é um local residencial e não tem necessidade de tanta pressa. Se você não fizer os quebra-molas as pessoas abusam da velocidade”, relata Moraes.

Mais uma solicitação da comunidade do Jardim Botânico está sendo atendida com o apoio do GDF Presente. Hoje, as equipes estão asfaltando cerca de 140 metros quadrados do acostamento localizado no entroncamento da Avenida do Sol com a Estrada do Sol para efetivação do balão de acesso. Na ação foram utilizadas 25 toneladas de massa asfáltica. Uma demanda antiga que, de acordo com o Administrador Regional, João Carlos Lóssio, garantirá mais segurança no tráfego de veículos destas vias tão utilizadas pelos moradores do Jardim Botânico e de São Sebastião.

 

“São locais muito movimentados que, infelizmente, ao longo dos anos tiveram várias ocorrências de acidentes. O objetivo desta ação é preservar a vida da nossa comunidade. O Governador, Ibaneis Rocha, tem ressaltado que o papel principal das Administrações Regionais e de suas equipes é atender as necessidades das regiões. E assim temos buscado trabalhar: sempre em parceria, ouvindo e dando encaminhamento aos pedidos da população”, observou Lóssio.

 

         

 

Asfalto sendo colocado no entroncamento da Avenida do Sol

com a Estrada do Sol.

 

             

   

 

Equipes do GDF Presente e da Administração 

Regional trabalhando durante a ação. 

 

Começou na quarta-feira (30) o credenciamento de autônomos de nove atividades para realizarem pequenos reparos nas escolas públicas do DF. Inicialmente, os profissionais serão registrados como Micro Empreendedor Individual (MEI), com o recebimento do CNPJ, e depois poderão ser chamados para realizar as obras de manutenção nas unidades educacionais. 

O programa vai credenciar pedreiros, chaveiros, bombeiros hidráulicos, pintores, eletricistas, técnicos em eletrônica, jardineiros, técnicos em informática e serralheiros. O banco de MEIs credenciados será divulgado na página da Secretaria do Trabalho no dia 25 de novembro.

 

Aproximadamente 700 escolas e creches devem ser beneficiadas com as manutenções do programa. As solicitações de orçamento dos serviços serão encaminhadas aos MEIs, por ordem cronológica de credenciamento, mediante acesso ao banco de credenciados. Na prática, para cada reparo, deverão ser avaliadas no mínimo três propostas do serviço requerido com apresentação do orçamento em horas técnicas trabalhadas.

 

Saiba quais documentos são necessários apresentar para participar do Programa: 

 

1. Comprovante de Constituição de Microempreendedor Individual – CCMEI, obtido no Portal do Microempreendedor Individual (www.portaldoempreendedor.gov.br);

2. Cópia de documento de identidade com fotografia, acompanhado da original para conferência;

3. Comprovação de Regularidade Fiscal com apresentação das seguintes certidões negativas:

3.1 Receita Federal e INSS (http://www.receita.fazenda.gov.br);

3.2 FGTS (https://www.sifge.caixa.gov.br/Cidadao/Crf/FgeCfSCriteriosPesquisa.asp);

3.3 Débitos Trabalhistas (http://www.tst.jus.br/certidao);

3.4 Fazenda do Distrito Federal (http://www.fazenda.df.gov.br/area.cfm?id_area=449);

4. Comprovação de experiência profissional na atividade pretendida, podendo ser:

4.1 Atestado ou declaração referente à experiência profissional fornecido pelo cliente atendido, contendo CNPJ da empresa ou CPF da pessoa física, nome legível da pessoa responsável por sua emissão, cargo que exerce, endereço, telefone e assinatura. Deve informar, ainda, o tipo do serviço prestado e o período; ou

4.2 Cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS, acompanhada da original, com registro de experiência na área; ou

4.3 Cópia de Contratos de Trabalho, acompanhado do original, com registro de experiência na área; ou

4.4 Cópia da Carteira de registro profissional, acompanhada da original;

5. Comprovante de cursos de capacitação nos termos do edital;

6. Registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA, quando exigidos, para o exercício das atividades de Eletricista, Técnico em Eletroeletrônicos e Técnico em Informática, nos termos do edital;

7. Requerimento de Credenciamento para participação no Programa Pequenos Reparos;

8. Declaração de cumprimento do disposto no inciso XXXIII do artigo 7º da Constituição Federal;

9. Declaração de concordância com o preço determinado nas tabelas de valor da hora técnica utilizadas no Credenciamento, respectivas ao serviço pretendido.

O requerimento e as declarações mencionadas nos ítens (7,8 e 9) poderão ser obtidos na Administração Regional do Jardim Botânico.

 

O Credenciamento poderá ser feito na Sala do Empreendedor da Administração Regional do Jardim Botânico. 

Local: Av. das Paineiras EQ. 03/05- Bloco A – Edifício Jardim Imperial  

 

 

ASCOM SLU

 

A coleta convencional acontece em todo o DF em dias alternados desde a última quinta-feira (10), quando entraram em vigência os novos contratos de limpeza urbana. Antes, esse serviço era diário em cerca de 35% das cidades. Essa inovação é uma tendência mundial na gestão de resíduos e é importante para racionalizar os serviços e poupar recursos.

 

O SLU solicita a atenção da população para disponibilizar os resíduos para a coleta somente nos dias certos para evitar acúmulo de sujeira e riscos de doenças.

 

Já a coleta seletiva, que atualmente atende a cerca de 52% da população, será expandida de forma gradual para todas as cidades. A previsão é de que o serviço esteja totalmente implantado em até seis meses.

 

 

Alto consumo pode levar a desabastecimento por baixa disponibilidade hídrica A Caesb informa que, devido ao alto consumo de água nos últimos dias e ao prolongado período de estiagem, os mananciais que abastecem a região de São Sebastião e Jardim Botânico estão com baixa disponibilidade hídrica. Por essa razão, pedimos à população que economize água. Caso não haja redução do consumo, a Caesb poderá interromper emergencialmente o abastecimento de algumas áreas dessas localidades a partir deste domingo, 20 de outubro. Lembramos ainda que, de acordo com a legislação vigente, cada unidade domiciliar deve contar com caixa d'água para armazenar o suficiente para o consumo de 24 horas.

 

*Com informações da Caesb.

 

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) leva o projeto Detran nas Cidades ao Jardim Botânico nesta semana. De 15 a 17 de outubro desembarca ao lado da Administração Regional do Jardim Botânico com atendimento ininterrupto das 9h às 16h.

O ônibus, equipado para realizar consulta de débitos, comunicado de venda, alteração de endereço, impressão de boletos e emissão do CRLV traz mais agilidade e conforto ao cidadão sem que ele tenha que se deslocar até um posto da autarquia, além de oferecer atendimento humanizado para pessoas com mobilidade reduzida.

Projeto Detran nas Cidades 

O Detran nas Cidades foi lançado no dia 16 de julho deste ano. A autarquia está utilizando um ônibus equipado para realizar atendimentos presenciais, oferecendo consulta de débitos, impressão de boletos, emissão do CRLV, comunicado de venda e alteração de endereço. Cada semana, o veículo estará em uma Região Administrativa, até o mês de dezembro.

O BRB móvel e empresas de parcelamento também participam da ação, a fim de possibilitar o pagamento de eventuais débitos, permitindo a regularização e emissão do CRLV no mesmo dia.

Acompanhe o calendário do projeto em sua cidade pelo link: http://www.detran.df.gov.br/calendario-do-projeto-detran-nas-cidades/ 

 
Foto: Vanessa Olinto.

 

Durante a 3ª Feira Ambiental do Jardim Botânico, que aconteceu nos dias 28 e 29 de setembro, as primeiras parcerias do Programa Adote uma Praça foram oficializadas. As propostas de cooperação solicitadas pela comunidade do Jardim Botânico para realização de benfeitorias na região foram assinadas na abertura do evento.

A comunidade requisitou a manutenção do Balão da DF-035, também conhecido como o "Balão da ESAF", do "Balão da JK", do "Balão do Jardim Botânico VI", localizado na Av. do Sol Jardim Botânico, do "Estacionamento do Comércio do Condomínio Solar de Brasília III", localizado na DF-001, a "PEC do Jardim Botânico III", localizado na Q. Eq 9/10 Lt i/j, além da área externa do Condomínio Jardim Botânico VI.

O programa Adote uma Praça é uma iniciativa do GDF afim de promover parcerias entre empresários e moradores na manutenção e recuperação desses locais. A ação contempla uma opção variada de logradouros, como jardins, estacionamentos, balões rodoviários, pontos turísticos, parques infantis e Pontos de Encontro Comunitário (PECs).

 

Administração Regional, o Parque Jardim Botânico de Brasília, crianças, síndicos e integrantes do grupo de idosos Projeto Ativar se uniram, nesta sexta-feira (27), para comemorar o Dia da Árvore realizando o plantio de mudas de Ipê no Parque Vivencial- Jardim Botânico III. A ação, segundo o Administrador Regional, João Carlos Lóssio, tem o objetivo de mostrar para todos a importância e a necessidade de cuidar e preservar o meio- ambiente. “Temos a certeza que este pequeno gesto marcará a vida de muitos. Uma oportunidade dos presentes realizarem algo que talvez ainda não tenham tido a oportunidade de fazer: plantar uma árvore”, observou Lóssio.

As mudas foram doadas pelos síndicos dos condomínios, pelo Jardim Botânico de Brasília, que também forneceu adubo e demais materiais. A Administração de São Sebastião também está participando da ação e emprestará o caminhão pipa.

 

    

   

   

   

Há mais de 10 anos os moradores do Jardim Botânico aguardavam o recapeamento de alguns trechos da DF- 001, lembra a moradora e síndica do Condomínio Ville de Montagne, Maria José. “Os problemas eram tantos que até mesmo as operações de tapa buraco não estavam sendo suficientes. A comunidade transitava pelo local sem segurança. Hoje, com o recapeamento que está sendo feito, tenho a certeza que utilizaremos a via com mais tranquilidade”, ressaltou a síndica.

Esta semana, o GDF, por meio do Programa GDF Presente, iniciou os trabalhos de restauração deste trecho da DF- 001. “Estamos realizando a reconstrução de aproximadamente 150 metros, próximo ao Comércio Solar de Brasília III. Era um pedido antigo da comunidade e estamos conseguindo atender a esta tão importante solicitação que beneficiará mais de 130 mil pessoas que utilizam o local”, explicou o representante do DER, Roberto Saldanha. Na ação, foram gastos R$ 65 mil e utilizadas 300 toneladas de massa asfáltica.

Durante a comemoração dos 10 anos do Jornal Daqui DF, a Administração Regional do Jardim Botânico foi homenageada pelos serviços prestados à comunidade.

Em homemagem ao Dia da Árvore, a Administração Regional do Jardim Botânico realizará, na próxima sexta-feira, o plantio de mudas no Parque Vivencial III. 

 

 

O último final de semana de setembro será singular e sustentável com a ​3ª Feira Ambiental do Jardim Botânico​. Nos dias 28 e 29 de setembro, a comunidade do JB, órgãos do   Governo e bairros vizinhos participarão de práticas de preservação ambiental no Jardim Botânico de Brasília.
Com o tema ​Lixo Zero​, a ​programação do evento  promoverá diversos cursos, oficinas, apresentações culturais, atividades de sustentabilidade para crianças, trilhas, rodas de   conversa, debates e diversas atividades ligadas  ao tema. Estará presente a tradicional Feira de  Troca de Brinquedos e Livros usados, além da  Feira de Troca de Mudas.
 
A 3ª Feira Ambiental é um evento realizado pelo Movimento Comunitário do Jardim Botânico e o ​Jardim Botânico de Brasília com apoio da Administração Regional do Jardim Botânico
​ 

A primeira-dama do Distrito Federal, Mayara Noronha, lançou o Projeto Vem Brincar Comigo. A intenção é arrecadar livros e brinquedos para serem doados às crianças em situação de vulnerabilidade.
A Administração Regional do Jardim Botânico é um ponto de coleta de doações!
 
Local: Av. das Paineiras EQ 3/5, Bloco A, Edifício Jardim Imperial- 2° andar. JARDIM BOTÂNICO III.
Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros