24 de maio

GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
16/10/23 às 10h55 - Atualizado em 16/10/23 às 10h56

Jardim Botânico reforça segurança com a instalação de câmeras de videomonitoramento

COMPARTILHAR

O Jardim Botânico está em processo de aprimoramento de sua segurança com a recente instalação de cerca de 30 câmeras de videomonitoramento. Essa iniciativa visa aprimorar a segurança local e promete fortalecer a cooperação entre a comunidade e as forças policiais em vários pontos da cidade.

A implantação das câmeras de videomonitoramento é um marco muito aguardado e uma conquista para a região. Após anos de esforços e solicitações, o Jardim Botânico foi selecionado para integrar o Projeto de Videomonitoramento Urbano do Distrito Federal (PVU). Esse projeto tem como objetivo intensificar a segurança na área, melhorando a presença policial e a eficácia das medidas de policiamento preventivo.

Esse projeto já está em andamento em outras regiões do Distrito Federal e prevê a instalação de aproximadamente 30 câmeras em toda a região do Jardim Botânico, abrangendo locais como Jardins Mangueiral, a área comercial do Jardim Botânico, Jardim Botânico 3, pontos estratégicos da rodovia DF-001, Papuda, e outras áreas de interesse.

A Administração do Jardim Botânico, em colaboração com o Centro de Prestação de Serviços (CPS), utilizará o CPS como uma das bases para operação dessas câmeras. Aderivaldo Cardoso, o administrador regional do Jardim Botânico, expressou sua satisfação com os avanços: "No primeiro semestre, trabalhei com a equipe responsável para identificar os locais estratégicos para instalação das câmeras, priorizando áreas com histórico de ocorrências. Já estamos com várias câmeras instaladas e em breve estarão monitorando nossa região, possivelmente ainda neste mês de outubro. Mais um passo importante para aprimorar nossa segurança."

A busca por câmeras de videomonitoramento para o Jardim Botânico teve início em 2015, quando a Associação dos Amigos do Jardins Mangueiral (AAJM) e o Conselho Comunitário de Segurança do Jardim Botânico (Conseg-JB), por meio do Movimento Comunitário do Jardim Botânico (MCJB), deram início às negociações com a Secretaria de Segurança do Distrito Federal para tornar esse projeto realidade.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), o Jardim Botânico está entre as cinco primeiras Regiões Administrativas a receber a implementação das novas câmeras nesta fase do projeto. A ampliação desse sistema promete tornar o atendimento à comunidade mais ágil, reforçar as medidas de policiamento preventivo pela Polícia Militar e aprimorar a colaboração entre as diferentes forças de segurança. Além disso, as câmeras auxiliarão nas investigações conduzidas pela Polícia Civil do Distrito Federal e por órgãos judiciais, como o Ministério Público e tribunais. Importante mencionar que os locais de instalação das câmeras não são divulgados por razões estratégicas, e o projeto segue rigorosos critérios de segurança.

Os critérios para definir os locais de instalação das câmeras são baseados na identificação de áreas de interesse constante. Essas áreas são determinadas com base em análises de dados sobre ocorrências criminais, levando em consideração dias, horários e locais com maior incidência de delitos. A instalação das câmeras também abrange áreas com grande circulação de pessoas e veículos, bem como as principais vias de acesso na região.

A introdução dessas câmeras de alta resolução trará benefícios significativos para a comunidade do Jardim Botânico, permitindo um monitoramento mais eficaz de eventos, manifestações, acidentes de trânsito e até o atendimento de emergências pelo Corpo de Bombeiros. Essa medida representa um passo importante para aumentar a segurança e a qualidade de vida na região.

Mapa do site Dúvidas frequentes