20 de maio

GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
19/04/24 às 12h12 - Atualizado em 22/04/24 às 16h48

Crianças e adolescentes de 6 e 16 anos começam a ser vacinados contra a dengue

COMPARTILHAR

O anúncio do Governo do Distrito Federal (GDF) da ampliação da faixa etária da vacina da dengue para 6 a 16 anos fez com que muitas famílias levassem os filhos para receber a primeira dose do imunizante. Anteriormente, a autorização era para o público de 10 a 14 anos.

“Todo mundo está com medo da dengue. Estava aguardando a liberação e vim logo”, conta a moradora da Asa Norte. Embora tenham medo de agulha, os filhos de Aline aguardavam a vez ansiosamente. “Dói, mas é bom tomar a vacina”, disse Oliver Alves.

Na mesma UBS, a pequena Luiza Soares, 8 anos, segurou bravamente o choro. “Foi bom. Doeu um pouco, mas consegui não chorar”, afirmou. A mãe da garotinha, a estatística Aretha Soares, 37 anos, moradora do Mangueiral, disse que se sente aliviada com a ampliação da vacinação a partir desta quinta-feira (18). “Caso pegue, pelo menos será mais brando”, disse, ao se referir aos sintomas da doença.

A vacinação foi aproveitada tanto pelo público com menos de 10 anos quanto para os que têm mais de 14 anos. O estudante Gabriel Enrique Sampaio Carneiro, 15 anos, morador do Sudoeste, garantiu que não sentiu nada ao tomar a vacina. “Fico mais tranquilo porque dizem que os sintomas são muito ruins”, conta.

Essas e outras famílias atenderam ao chamado do GDF feito logo pela manhã quando o governador Ibaneis Rocha e a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, anunciaram a chegada de mais 12 mil doses do imunizante contra a dengue. “Nossas UBSs têm a vacina Qdenga. Ontem, o DF recebeu mais 12 mil doses contra a dengue”, disse a secretária durante evento de lançamento da obra do Hospital do Recanto das Emas (HRE), onde fez o anúncio.

O DF foi uma das primeiras unidades da Federação a iniciar a vacinação e até o momento já aplicou mais de 54 mil doses da vacina.

Imunização

A Secretaria de Saúde segue a orientação do Ministério da Saúde para a imunização. Pais ou responsáveis devem apresentar documento de identidade e a caderneta de vacinação. Caso a criança ou adolescente tenha tido dengue, é necessário aguardar seis meses para iniciar o esquema vacinal. Se ocorrer no intervalo do esquema vacinal, deve-se aguardar 30 dias entre a infecção e a segunda dose.

Para informações sobre locais de vacinação, horários e demais orientações, basta acessar o site da SES Vacinação contra a dengue.

Por Ana Paula Siqueira, da Agência Brasília* | Edição: Saulo Moreno

Mapa do site Dúvidas frequentes